Vasco estipula nova estratégia para o Brasileirão e Rodrigo poderá ser o primeiro a sair

A história entre Rodrigo e Vasco pode estar muito perto de um final, após quatro anos. O zagueiro pediu licença para resolver problemas particulares neste final de semana, em São Paulo, mas não deve voltar mais para São Januário.

Um dos jogadores preferidos do presidente Eurico Miranda, o zagueiro de 36 anos, que tem contrato com o clube até o final deste ano, pode puxar uma lista de dispensas que visa reformular parte do elenco cruzmaltino. Ou seja: pouco adiantou a preparação feita nos primeiros meses do ano, sob o comando de Cristóvão Borges e a pré-temporada que envolveu participação na Florida Cup.

Na última terça-feira (25) aconteceu uma longa reunião da cúpula de futebol, com a participação do presidente Eurico Miranda, para traçar estratégias visando a disputa do Campeonato Brasileiro. O foco é dar o máximo de autonomia para que Milton Mendes consiga implementar a sua filosofia de trabalho.

Milton Mendes Rodrigo Nene Vasco campeao Taca Rio Carioca 16042017

Rodrigo, Milton Mendes e Nenê (Foto: Paulo Fernandes/Vasco da Gama/Divulgação)

Apesar dos excelentes resultados em um curto espaço de tempo, o comandante vascaíno tem como característica um perfil disciplinador, que se por um lado agrada a diretoria pode, também, não ser o ideal na opinião de alguns jogadores. Afinal de contas, desde a chegada de Milton os treinos são mais longos e em dois períodos.

Rodrigo - Vasco

No Vasco desde 2014, o zagueiro disputou 173 partidas e fez 19 gols (Foto: Paulo Fernandes/Vasco da Gama/Divulgação)

Por isso mesmo, o jogador que não estiver disposto a comprar a ideia do treinador pode ter a sua saída do clube facilitada. Mas a eventual despedida de Rodrigo não é tão motivada pelo relacionamento com Milton Mendes, e sim porque o Vasco está perto de um acerto com Anderson Martins, que teve passagem vitoriosa por São Januário em 2011 e está, atualmente, no Umm-Salal do Qatar. Além disso, o jovem Ricardo, do time sub-20, deverá ser promovido aos profissionais. Em outras palavras: no curto espaço de tempo até a sua estreia no Campeonato Brasileiro, no próximo dia 14, o Gigante da Colina busca refazer a preparação que, nos primeiros meses do ano, não se mostrou frutífera.