Vasco encara período de três semanas de preparação para o Brasileiro

David Nascimento

A eliminação no último sábado do Campeonato Carioca foi muito prejudicial ao Vasco. Por já ter caído na Copa do Brasil no mês passado, a equipe comandada pelo técnico Milton Mendes entrará em campo agora somente no dia 14 de maio, daqui a três semanas, em confronto contra o Palmeiras na abertura do Campeonato Brasileiro. Neste longo período sem jogos, a ideia é fazer um período de treinos fora do Rio de Janeiro para corrigir as falhas e não decepcionar os torcedores pela terceira vez seguida na temporada.

- Vamos analisar com a direção a possibilidade de fazermos um camping, uma intertemporada, para ver o que a gente pode tirar de partido disso, para conseguir ganhar alguns degraus na parte física. Não merecíamos ter tomado os três gols na derrota para o Fluminense, no meu ponto de vista. Levamos mais gol nesse jogo do que em todos os outros jogos que tínhamos jogado, o que temos de ver agora - afirmou o técnico Milton Mendes em entrevista coletiva após a partida.

Nos corredores de São Januário, a diretoria do Vasco sabe da necessidade de reforçar a equipe para o Campeonato Brasileiro. Há a ciência interna de que o atual elenco encontrará dificuldades no decorrer da competição, a qual um dos objetivos principais é se firmar na elite do futebol brasileiro, uma vez que sofreu rebaixamentos sucessivos nos últimos anos. Milton Mendes, porém, aproveitou a última entrevista para elogiar seus comandados.

- Ninguém prometeu nada, até porque eu não pedi absolutamente nada. Estava feliz em vir para o Vasco da Gama, como estou feliz em estar no Vasco da Gama. Sempre disse que o plantel que eu tinha era suficiente. E foi. Não é porque perdemos que os jogadores deixam de estar em um nível que acho que poderíamos seguir em frente. Os jogadores são patrimônio do clube, jogadores que gostamos muito - destacou o treinador.

O trabalho, agora, deve seguir com força e dedicação. Um isolamento maior do que já acontece em São Januário tende a ser importante enquanto reforços não forem contratados - há a expectativa de mais dois nomes para o setor defensivo, um para o meio e outro para o ataque. Tempo sem jogos vai ter e a comissão técnica sabe que precisa aproveitá-lo em todos os aspectos para que o futuro da equipe seja de paz. É o que o torcedor merece.







E MAIS: