Vasco empata com o Vila Nova e chega a seis jogos consecutivos sem vencer

·4 min de leitura

SÃO PAULO, SP (UOL/FOLHAPRESS) - O Vasco completou seis jogos consecutivos sem saber o que é vencer ao empatar em 2 a 2 com o Vila Nova na noite de hoje (15), no estádio Oba, em Goiânia, pela 36ª rodada da Série B do Campeonato Brasileiro. Os gols do Tigre foram marcados por Padro Bambu e Clayton, enquanto Morato e Daniel Amorim fizeram pelo Trem-Bala da Colina.

Com o resultado, o Vila Nova acumula 45 pontos e permanece na 14ª posição, dependendo apenas de si na próxima rodada para dar adeus de vez ao risco do rebaixamento. Já o Vasco, que somente cumpriu tabela, estacionou na 9ª posição, com 48 pontos.

Na próxima rodada o Vila Nova recebe o Londrina, na sexta-feira (19), às 21h30. Já o Vasco recebe o Remo, no mesmo dia, mas um pouco mais cedo, às 19h.

Foi bem: Nenê aparece a todo momento

Nenê foi o homem do Vasco em quase todas as jogadas ofensivas que saiam de um cruzamento ou bolas longas, mesmo que as mesmas não tenham resultado em nada na maioria das vezes. Ele tentou, acertou alguns passes, mas não conseguiu fazer o principal que era marcar e garantir a vitória. Não por total demérito, mas graças a uma defesa rival que resolveu fechar após abrir o placar.

Foi mal: Clayton erra passes e atrapalha possível vitória

Mesmo tendo marcado o gol do empate, Clayton, do Vila Nova, definitivamente não estava em sua melhor noite no Brasileirão e foi preciso Pedro Bambu, seu colega de equipe, resolver o jogo algumas vezes. Ao longo dos 90 minutos o atacante acertou apenas 25% dos passes e perdeu pouco mais de 13 bolas, o que dificultou novas criações ofensivas por parte do Tigre.

Daniel Amorim deixa o quarto dele pelo

Vasco Daniel Amorim foi substituído após sentir dores na coxa, mas antes de deixar o campo e dar lugar a Figueiredo, marcou seu quarto gol pelo Vasco na temporada, todos eles na Série B do Brasileirão.

Vila Nova abre o placar e se fecha em campo

O Vila Nova abriu o placar em um lance rápido e que contou com uma pequena desatenção na defesa do Vasco. Depois disso o time praticamente começou a apenas segurar as investidas da equipe carioca em jogadas comandadas por Nenê e optou por uma marcação baixa, sendo poucas as vezes que tentou sair para o ataque e ampliar o marcador.

A equipe cometeu um vacilo no início do segundo tempo, quando tomou o gol do empate e se fechou ainda mais para eliminar de vez a irrisória chance de rebaixamento, mas buscou a igualdade no marcador poucos minutos depois e priorizou uma marcação alta no segundo tempo.

Vasco prioriza ofensividade e falha nas finalizações

O Vasco dominou as ações ofensivas, principalmente depois que tomou o primeiro gol após corte mal feito por Riquelme e aproveitado por Pedro Bambu. Criou jogadas e apostou em passes longos com Nenê, mas o conjunto acabou pecando no momento das finalizações e só conseguiu se redimir no início do segundo tempo, em uma jogada rápida que surpreendeu os adversários para Morato igualar o marcador.

O gol que igualou o placar deu outro ânimo aos jogadores e assim como o adversário, o Trem-bala da Colina, que já estava com uma marcação mais alta passou a acertar as finalizações no gol com mais frequência, mas encontraram um goleiro inspirado no Oba.

Gol em um minuto

O gol que igualou o marcador para o Vasco foi um dos mais rápidos do Brasileirão deste ano, com apenas um minuto após autorização do árbitro Paulo Henrique Schleich Vollkopf. Após ligação direta, Daniel Amorim saiu da área, ajeitou de peito, e Nenê invadiu a área para cruzar no meio e Morato aparecer livre e empurrar para o gol.

Cronologia

Pedro Bambu, do Vila Nova, abriu o placar aos 13 do primeiro tempo e a equipe se fechou até o apito final da primeira etapa. Morato, do Vasco, igualou o marcador logo no primeiro minuto do segundo tempo e Daniel Amorim ampliou 6 minutos depois. Clayton, do Vila Nova, deixou tudo igual aos 7, no Oba.

Vila Nova: Georgemy, Moacir, Renato, Rafael Donato, Willian Formiga, Pedro Bambu, Dudu, Arthur Rezende (Alan Grafite), Alesson, Diego Tavares (Pedro Júnior)e Clayton (Rafael Silva). Técnico: Higo Magalhães.

Vasco: Lucão, Léo Matos, Ricardo Graça, Leandro Castan, Riquelme, Andrey, Matías Galarza (Caio Lopes), MT (João Pedro), Morato (Juninho), Nenê e Daniel Amorim (Figueiredo). Técnico: Fábio Cortez

FICHA TÉCNICA: VILA NOVA 2 x 2 VASCO

Motivo: 36ª rodada do Campeonato Brasileiro - Série A

Local: Oba, Goiânia (GO)

Data e hora: 15/11/2021 (segunda), às 18h00 (horário de Brasília)

Árbitro: Paulo Henrique Schleich Vollkopf

Auxiliares: Leandro dos Santos Ruberdo e Cicero Alessandro de Souza

Cartões amarelos: Alesson (VIL); Arthur Rezende (VIL); Renato Silveira (VIL); Andrey (VAS); Léo Matos (VAS) Gols: Pedro Bambu (VIL), aos 13 do primeiro tempo; Morato (VAS), aos 1 do segundo tempo; Daniel Amorim (VAS), aos 7 do segundo tempo; Clayton (VIL), aos 8 do segundo tempo.

Nosso objetivo é criar um lugar seguro e atraente onde usuários possam se conectar uns com os outros baseados em interesses e paixões. Para melhorar a experiência de participantes da comunidade, estamos suspendendo temporariamente os comentários de artigos