Variante Delta eleva casos e hospitalizações nos EUA a nível mais alto em 6 meses

·1 min de leitura
Pôster com aviso do uso de máscaras em uma entrada de metrô em Nova York

Por Maria Caspani

NOVA YORK (Reuters) - Os casos e as hospitalizações de coronavírus nos Estados Unidos estão no nível mais alto em seis meses, impulsionados pela disseminação rápida da variante Delta em partes do país que sofrem com taxas baixas de vacinação.

Em todo o país, os casos de Covid-19 registraram uma média de 100 mil durante três dias consecutivos, um aumento de 35% em relação à semana passada, de acordo com uma contagem de dados de saúde pública feita pela Reuters. A disparada da doença foi mais forte na Louisiana, Flórida e Arkansas.

As hospitalizações subiram 40%, e o índice de mortes, um indicador defasado, registrou um aumento de 18% na semana passada.

A proliferação crescente da pandemia provoca o cancelamento de alguns eventos de grande destaque. Uma exceção notável é um desfile anual de motos em Dakota do Sul, que está transcorrendo tal como planejado.

Como o vírus volta a transtornar as vidas dos norte-americanos após uma pausa curta no verão, a pressão para vacinar os ainda relutantes ganha novo ímpeto.

Estados como Califórnia, Nova York e Virgínia ordenam vacinações ou exames semanais de funcionários públicos, assim como várias cidades.

No mês passado, o governo do presidente Joe Biden estabeleceu regras novas exigindo que funcionários federais apresentem prova de vacinação ou passem por exames frequentes, obrigando o uso de máscaras e restringindo viagens.

Nosso objetivo é criar um lugar seguro e atraente onde usuários possam se conectar uns com os outros baseados em interesses e paixões. Para melhorar a experiência de participantes da comunidade, estamos suspendendo temporariamente os comentários de artigos