Vargas é oferecido ao Corinthians, e Atlético-MG se vê à frente de rivais brasileiros

Jorge Nicola
·1 minuto de leitura
Vargas só tem contrato com o Tigres até 31 de dezembro (Andrea Jimenez/Getty Images)
Vargas só tem contrato com o Tigres até 31 de dezembro (Andrea Jimenez/Getty Images)

Um empresário brasileiro entrou em contato nos últimos dias com a diretoria do Corinthians para sugerir a contratação do atacante Eduardo Vargas, cujo contrato com o Tigres, do México, termina em 31 de dezembro. O nome se encaixa no perfil que Vagner Mancini procura para melhorar a equipe, mas...

“O Corinthians garante que não pode pagar mais do que R$ 400 mil por mês”, lamenta o empresário que ofereceu o chileno ao Timão, acrescentando que a pedida de Vargas é de aproximadamente R$ 1 milhão/mês.

A notícia das conversas entre Corinthians e Vargas chegou aos ouvidos dos diretores do Atlético-MG, com quem Vargas negocia desde a chegada de Jorge Sampaoli. Na metade do ano, o Tigres chegou a pedir US$ 2,5 milhões para liberar o atacante antes do fim do contrato.

O Galo optou por esperar até 1º de janeiro, quando Vargas estará livre. Ele já recusou algumas ofertas do Tigres para prorrogação do vínculo. “Se ele ficar de fato livre e vier para o Brasil, jogará no Atlético”, assegura um dirigente do Galo, em contato com o Blog.

O único problema de aguardar até o fim deste ano é não poder contar com Vargas na atual edição do Campeonato Brasileiro. A janela de inscrições para atletas que estão no exterior se encerra em 9 de novembro, ou seja, em uma semana. Sendo assim, Vargas só poderia ser inscrito para a próxima temporada.

Jorge Sampaoli é o grande entusiasta da contratação de Vargas e o pede à diretoria do Galo desde que chegou ao clube. O técnico e o atacante já trabalharam juntos na Universidad e na seleção chilena, onde foram campeões da Copa América.