"VAR se esconde atrás dos árbitros", diz Klopp após derrota do Liverpool

·1 min de leitura
Técnico do Liverpool, Juergen Klopp

(Reuters) - O técnico do Liverpool, Juergen Klopp, fez uma crítica dura ao árbitro Craig Pawson e ao árbitro de vídeo (VAR) Stuart Attwell depois que várias divididas de bola na derrota de 3 x 2 da equipe para o West Ham United, no domingo, ficaram sem punição.

O West Ham se impôs fisicamente ao Liverpool, obtendo uma vitória memorável que lhe permitiu ultrapassar o time de Klopp e ocupar a terceira colocação da tabela da liga inglesa, mas o treinador alemão ficou furioso depois que a arbitragem favoreceu o clube de Londres em dois incidentes importantes.

Klopp disse primeiro que Angelo Ogbonna fez falta em Alisson Becker quando saltou para um duelo aéreo que provocou um gol contra do goleiro após uma cobrança de escanteio no quarto minuto de jogo.

"Acho que é uma falta clara em Alisson, como pode não ser? O braço de Ogbonna está lá. Realmente não sei quem foi o VAR hoje", disse Klopp a repórteres depois que o West Ham encerrou a sequência de 25 jogos invictos do Liverpool.

"O árbitro facilitou para si mesmo e pensou 'vamos lá, vamos ver o que o VAR está dizendo'. O VAR deu uma olhada e disse que não estava claro, e obviamente não sei por que. E aí está o gol, o que é muito estranho".

Klopp também ficou revoltado com a dividida de Aaron Cresswell, lateral esquerdo do West Ham, com a sola na altura do joelho do capitão de seu time, Jordan Henderson, dizendo ter sido um "cartão vermelho claro".

"Há coisas demais em que é 'vamos ver o que o VAR está dizendo', e temos uma problema com erros claros e óbvios, porque quem quer que tenhamos como VAR se esconde atrás dos árbitros".

(Por Rohith Nair, em Bengaluru)

Nosso objetivo é criar um lugar seguro e atraente onde usuários possam se conectar uns com os outros baseados em interesses e paixões. Para melhorar a experiência de participantes da comunidade, estamos suspendendo temporariamente os comentários de artigos