VAR do Paulistão terá 'Big Brother' e imagens de até 19 câmeras da Globo

Simulação de cabine de VAR na Federação Paulista de Futebol; no canto superior direito, monitor mostra gravação do interior da cabine (Eduardo Ohata/arquivo pessoal)
Simulação de cabine de VAR na Federação Paulista de Futebol; no canto superior direito, monitor mostra gravação do interior da cabine (Eduardo Ohata/arquivo pessoal)

O árbitro de vídeo (VAR) do Paulistão-2019, que entra em ação a partir das quartas-de-final, contará com imagens de até 19 câmeras utilizadas pela TV Globo durante as transmissões. Imagens e conversas na cabine serão filmadas e registradas, além de ser proibido o uso de celulares para evitar que quem estiver à mesa seja influenciado por informações externas. Porém os cartolas de clubes não poderão requisitar os registros das atividades nas cabines.

Por um acordo entre a Federação Paulista de Futebol e a Globo, as imagens de todas as câmeras da emissora serão disponibilizadas gratuitamente para uso no VAR. A exigência visa evitar situações como a do primeiro gol do River contra o Grêmio pela Libertadores, no último dia 30, quando uma câmera exclusiva do Grupo Globo flagrou um toque de mão. A imagem foi exibida ao público, porém a equipe na cabine do VAR não teve acesso a ela.

Nem todo árbitro ou assistente pod trabalhar no VAR. Aqueles escalados para a cabine e para o campo serão escolhidos em um pool de 16 árbitros e 24 assistentes habilitados.

Neste sábado, um jogo entre times da base do São Paulo será utilizado para a homologação do sistema no Morumbi, que depende do cabeamento do estádio, da instalação da sala, que eventualmente funcionará em um conteiner, calibração das câmeras, entre mais fatores.

No domingo, a partida entre São Paulo e Red Bull servirá como um teste offline do sistema.

Há quatro situações nas quais o árbitro poderá revisar um lance: Dúvida em caso de gol, pênaltis, situações envolvendo cartão vermelho direto e dúvida de identificação na aplicação de cartões.

Leia mais:

Brasil vai sediar Mundial sub-17 em 2019

Flamengo nega que tenha perdido Jorge para o Santos

Clubes estão irritados com erros da CBF

Nosso objetivo é criar um lugar seguro e atraente onde usuários possam se conectar uns com os outros baseados em interesses e paixões. Para melhorar a experiência de participantes da comunidade, estamos suspendendo temporariamente os comentários de artigos