Van Gaal sai do script e abraça repórter em entrevista coletiva no Catar

Técnico da seleção da Holanda, Louis van Gaal, antes de entrevista coletiva em Doha

Por Steve Keating

AL RAYYAN, Catar (Reuters) - Os treinadores podem esperar ser impiedosamente criticados na Copa do Mundo, mas o técnico da Holanda, Louis Van Gaal, recebeu uma declaração inusitada durante uma entrevista coletiva nesta quinta-feira que o deixou emocionado e fez com que ele decidisse dar um abraço em um repórter.

Para muitos treinadores, enfrentar centenas de repórteres é uma das obrigações mais desafiadoras de uma Copa do Mundo, como foi para Van Gaal, pois ele respondeu perguntas sobre tudo, desde direitos humanos até táticas, antes do confronto de sexta-feira com o Equador.

Mas o que pegou Van Gaal desprevenido veio de Papa Mahmoud Gueye, um jovem jornalista do Senegal, cuja seleção foi derrotada por 2 x 0 pela Holanda na estreia das duas equipes no torneio. Gueye levantou a mão com seriedade, pegou o microfone e disse ao técnico holandês: "Não tenho perguntas".

"Sou um jovem jornalista que acaba de começar", começou Gueye. "Não tenho nenhuma pergunta para você, apenas uma oportunidade de dizer como sou seu fã desde criança, mesmo que você nos tenha dado nossa primeira derrota (neste torneio)."

O comentário pareceu pegar o treinador de 71 anos desprevenido, e ele acabou soltado um enorme sorriso.

"Oh, posso abraçá-lo?", disse Van Gaal. "Vou te dar um grande e gordo abraço mais tarde, porque acho ótimo que você tenha dito isto realmente. Honestamente as pessoas não me dizem estas coisas com frequência, vou te dar um grande e gordo abraço."

Fiel à sua palavra, quando a entrevista coletiva acabou, Van Gaal desceu do pódio, saudou o jovem jornalista e o abraçou enquanto o defensor da seleção da Holanda Denzel Dumfries aplaudia e uma multidão se aglomerava para tirar uma foto do momento inusitado.