Valcke revela insatisfação com 1º teste na Arena Corinthians

EFE

São Paulo, 23 mai (EFE).- O secretário-geral da Fifa, Jerome Valcke, revelou nesta sexta-feira que a entidade não ficou plenamente satisfeita com alguns aspectos do primeiro teste oficial da Arena Corinthians, realizado no último domingo, e destacou a importância da segunda prova, no próximo dia 1º.

"A Fifa não ficou satisfeita com o nível de serviço e de segurança. Por isso, chegamos à conclusão de um segundo evento-teste", comentou Valcke em uma mesa-redonda com jornalistas no Rio de Janeiro.

Após visitar o estádio, sede do jogo de abertura da Copa, entre Brasil e Croácia, a Fifa solicitou à CBF a realização de uma segunda partida oficial antes do Mundial com pelo menos 50 mil espectadores. No último domingo, o Corinthians perdeu para o Figueirense por 1 a 0 para um público de 36.694 pessoas.

Role para baixo para continuar lendo
Anúncio

Dessa forma, o Timão fará mais um duelo válido pelo Campeonato Brasileiro em sua nova casa, desta vez diante do Botafogo, no dia 1º, pela nona rodada, a última antes da paralisação.

"Se o Itaquerão não fosse o local do jogo de abertura, talvez nem fosse necessário. É mais para o Brasil que para a Fifa, pois todo o mundo estará olhando para o país. E que as pessoas possam dizer depois que foi um espetáculo maravilhoso", comentou.

Valcke também foi perguntado sobre os protestos quem vêm sendo realizados país afora e garantiu que os jogos serão disputados de qualquer forma.

"Nada terá impacto sobre a Copa. Talvez seja forte dizer isto, mas os 64 jogos serão realizados aconteça o que acontecer no Brasil. Isso não é uma ameaça, e sim uma responsabilidade que nós da Fifa assumimos", salientou.

Por fim, Valcke negou que haja uma relação ruim entre a Fifa e o Brasil, mas reconheceu que se arrepende de algumas declarações que deu. "Como qualquer relação de trabalho, tem altos e baixos. Talvez eu tenha dito algumas palavras equivocadas em algum momento, mas não há problema entre nós", garantiu. EFE

Leia também