Com vaias para Higuaín, Juventus empata com Napoli e segue tranquila

A Juventus continua sem ser ameaçada na liderança do Campeonato Italiano. Neste domingo, no jogo que marcou o reencontro do centroavante argentino Gonzalo Higuaín com os torcedores do Nápoli, seu ex-clube, o time de Turim empatou por 1 a 1 no Estádio San Paolo.

O resultado não pode ser considerado ruim para a Juventus, que, atuando fora de casa, chegou aos 74 pontos ganhos na ponta da tabela de classificação do Campeonato Italiano. A Roma, no entanto, está um pouco mais próxima, com 68. O Napoli tem 63, na terceira posição.

Para manter a distância de 11 pontos em relação ao Napoli, a Juventus enfrentou uma animação especial da torcida da casa. Como era esperado, o público mostrou a sua indignação com Higuaín, que trocou um clube pelo outro e passou a ser visto como traidor, do início ao fim da partida.

Sem se importar com a pressão, a Juventus abriu o placar logo aos seis minutos do primeiro tempo, quando o alemão Sami Khedira tabelou com o bósnio Pjanic e bateu cruzado para vazar o goleiro brasileiro Rafael, ex-jogador do Santos.

O Napoli reagiu na segunda etapa. Aos 14 minutos, o eslovaco Hamsick fez bela jogada com o belga Mertens e chutou de primeira, vencendo o experiente Buffon e fazendo a alegria de quem hostilizava Higuaín.