Diretor do Timão 'vai para cima' de Paulo Guedes

Yahoo Esportes
O diretor do Timão André Luiz de Oliveira (Reprodução)
O diretor do Timão André Luiz de Oliveira (Reprodução)

O diretor do Corinthians André Luiz de Oliveira respondeu à fala do ministro da Economia, Paulo Guedes, de que a Arena Corinthians teria sido um presente do ex-presidente Lula.

Em vídeo (confira no fim deste post) que circula pelas mídias sociais, o cartola, vestido com a camisa do clube, em tom descontraído, mas firme, pede ao ministro para que “respeite o Corinthians”, pare de “conversa fiada”, se preocupe com as questões de governo, como a tragédia ambiental causada pela Vale em Brumadinho, e que se for o caso que ele vá conferir na Caixa Econômica Federal se o clube do Parque São Jorge está ou não em dia com os pagamentos do estádio.

Role para baixo para continuar lendo
Anúncio

Durante seminário organizado pela Fundação Getúlio Vargas, no Rio, o ministro insinuou que o Corinthians “ganhou” sua arena do ex-presidente Lula ao afirmar que “no Brasil os recursos estão no topo. Então, se o presidente é Corinthians, surge o estádio do Corinthians. Ninguém consegue pagar aquilo lá”. Com risadas da parte da plateia, Guedes continuou, “e o Corinthians começa a ganhar Campeonato Brasileiro, porque todo jogo tem um pênalti roubado lá a favor deles”. o clube respondeu por meijo de uma nota oficial.

“Nós corintianos não estamos entre os maiores devedores nem da Previdência, nem da Receita Federal, e nem do BNDES, se o senhor for procurar entre as milhões de empresas que estão devendo, o Corinthians não deve nada”, respondeu Oliveira, que assim como Guedes atua na política, pois ocupa do cargo de vice-presidente do diretório municipal do PDT. “O senhor deveria estar vendo isso que a Vale fez, isso sim, é uma vergonha.”

“Se o senhor está dizendo que ganhamos o nosso estádio… Vai lá na Caixa Econômica e vê se não estamos pagando, então não vem com conversa fiada. De conversa fiada o Brasil está cheio, vocês foram eleitos para melhorar as coisas no Brasil. E vamos melhorar. E deixa que o futebol nós que somos dirigentes de futebol fazemos. Muito obrigado, tamo juuunto…”

Se há atrito entre um membro do governo e o Corinthians, o mesmo não acontece com o principal rival do time do Parque São Jorge, o Palmeiras. O presidente Jair Bolsonaro, já eleito no final do ano passado, participou no gramado do Allianz Parque, da festa de entrega da taça de campeão brasileiro do Palmeiras, equipe do qual é torcedor.

Veja mais de Eduardo Ohata no Yahoo Esportes

Leia também