Vai ter medalha no surfe! Medina e Ítalo Ferreira se classificam às semi na Olimpíada

·2 minuto de leitura
A dupla classificação é garantia de ao menos uma medalha para o surfe brasileiro na estreia da modalidade olímpica.
A dupla classificação é garantia de ao menos uma medalha para o surfe brasileiro na estreia da modalidade olímpica. (Foto: BEHROUZ MEHRI/AFP via Getty Images)

Os brasileiros Gabriel Medina e Ítalo Ferreira venceram suas baterias e estão classificados às semi-finais do surfe na Olimpíada de Tóquio. A dupla classificação é garantia de, ao menos, uma medalha para o surfe brasileiro na estreia da modalidade olímpica.

Medina enfrentará ainda no fim da noite desta segunda-feira (26) o japonês Kanoa Igarashi. Já Ítalo vai enfrentar o australiano Owen Wright, que eliminou o peruano Lucca Mesinas. As semi iniciam às 23h40 desta noite. Já o pódio está marcado para ser definido na madrugada de terça-feira (27).

Leia também:

Gabriel Medina surfa durante as quartas de final masculinas no dia quatro dos Jogos Olímpicos de Tóquio 2020 na praia de surf de Tsurigasaki em 27 de julho de 2021 em Ichinomiya, Chiba, Japão. (Foto de Ryan Pierse / Getty Images)
Gabriel Medina surfa durante as quartas de final masculinas no dia quatro dos Jogos Olímpicos de Tóquio 2020 na praia de surf de Tsurigasaki em 27 de julho de 2021 em Ichinomiya, Chiba, Japão. (Foto de Ryan Pierse / Getty Images)

O primeiro a passar foi Gabriel Medina. Em um mar agitadíssimo, o brasileiro venceu por 15.33 contra o francês Michel Bourez por 13.66. O brasileiro abriu o dia decisivo da competição inspirado. Ele conseguiu um nove com um aéreo incrível, melhor nota dos Jogos até agora. Medina terminou a manobra comemorando e mandando beijo.

Na sequência, Ítalo venceu por 16.30 contra 8.00 do japonês Hiroto Ohhara. Ele começou colocando o nível lá em cima com um lindo aéreo, que lhe rendeu um 9.73 de cara, a maior nota até agora das Olimpíadas. 

A certeza de medalha decorre do fato de Medina e Ítalo serem cabeça de chave e, por isso, não irão se enfrentar nesta semi. Na pior das hipóteses, se nenhum conseguir avançar à final, os dois disputam a medalha de bronze, já garantida ao Brasil.

talo Ferreira durante as quartas de final masculina no dia quatro dos Jogos Olímpicos de Tóquio 2020 na praia de surf de Tsurigasaki em 27 de julho de 2021 em Ichinomiya, Chiba, Japão. (Foto de Ryan Pierse / Getty Images)
Italo Ferreira durante as quartas de final masculina no dia quatro dos Jogos Olímpicos de Tóquio 2020 na praia de surf de Tsurigasaki em 27 de julho de 2021 em Ichinomiya, Chiba, Japão. (Foto de Ryan Pierse / Getty Images)

RISCO DE TUFÃO ANTECIPA FINAL

O surfe teve as finais antecipadas por conta do risco de um tufão que se aproxima da costa japonesa. A interpérie obrigou a organização do torneio a mudar a programação da modalidade, que está sendo disputada na praia de Tsurigasaki, a 64 km de Tóquio.

Além de Medina e Ferreira, Silvana Lima são os representantes brasileiros que ainda estão na briga por medalhas.

A brasileira tem seu duelo de quartas de final contra Carissa Moore marcado para as 22h36.

Nosso objetivo é criar um lugar seguro e atraente onde usuários possam se conectar uns com os outros baseados em interesses e paixões. Para melhorar a experiência de participantes da comunidade, estamos suspendendo temporariamente os comentários de artigos