Vai começar a Liga das Nações! Conheça o novo torneio de seleções

Cayo Pereira*
LANCE!


Estava com saudades da Copa do Mundo? A partir desta semana, um novo campeonato pode amenizar esse sentimento de vazio futebolístico deixado pelo mundial que terminou em julho. Na próxima quinta-feira, às 15h45, Alemanha e França darão o pontapé inicial para a UEFA Nations League, que começa

O QUE É A UEFA NATIONS LEAGUE?

O torneio foi criado pela entidade máxima do futebol europeu para quase substituir todas as datas FIFA das seleções do velho continente e com isso, elevar o nível de disputa entre as equipes, melhorar o público nos estádios e atrair mais interesse em um período em que somente amistosos eram normalmente disputados. Todas as 55 seleções federadas à UEFA foram incluídas na competição e foram separadas em quatro divisões.

COMO FUNCIONA?
Dentre as quatro ligas, foram criados quatro grupos, nesses grupos, as equipes jogam entre si em sistema de jogos de ida e volta, que serão disputados entre 6 e 11 de setembro, entre 11 e 16 de outubro, entre os dias 15 e 20 de novembro.

Os campeões dos grupos da Liga A farão semifinais e finais, no que a UEFA nomeou de 'Final Four'. O pior de cada grupo é 'rebaixado' para o grupo equivalente na liga abaixo. E os vencedores dos grupos das ligas inferiores, conseguem o acesso às ligas acima, respectivamente. Ou seja, caso a Holanda, pertecente à Liga A, acabe em último do grupo 1, será relegada à Liga B, no grupo 1. E se a Ucrânia for a campeã de seu grupo, de número 1 da Liga B, será promovida para a Liga A.






Nations League
Nations League

O chaveamento dos grupos (Foto: Divulgação/UEFA)

QUAIS SÃO OS GRUPOS?
A UEFA definiu por meio de ranking quais seriam as seleções que iram compor cada liga. Para dividir os grupos, a entidade organizou um sorteio para determinar quais seriam os confrontos da primeira edição.

LIGA A:
Grupo 1: Alemanha, França, Holanda
Grupo 2: Bélgica, Suíça, Islândia
Grupo 3: Portugal, Itália, Polônia
Grupo 4: Espanha, Inglaterra, Croácia

LIGA B:
Grupo 1: Eslováquia, Ucrânia, República Checa
Grupo 2: Rússia, Suécia, Turquia
Grupo 3: Áustria, Bósnia e Herzegovina, Irlanda do Norte
Grupo 4: País de Gales, Irlanda, Dinamarca

LIGA C:
Grupo 1: Escócia, Albânia, Israel
Grupo 2: Hungria, Grécia, Finlândia, Estônia
Grupo 3: Eslovênia, Noruega, Bulgária e Chipre
Grupo 4: Romênia, Sérvia, Montenegro, Lituânia

LIGA D:
Grupo 1: Geórgia, Letônia, Cazaquistão, Andorra
Grupo 2: Belarus, Luxemburgo, Moldávia, San Marino
Grupo 3: Azerbaijão, Ilhas Faroe, Malta, Kosovo
Grupo 4: Macedônia, Armênia, Liechtenstein, Gibraltar
























Nations League
Nations League

Equipes participantes da Nations League (Foto: Divulgação/UEFA)

E COMO FICARÃO AS ELIMINATÓRIAS PARA A EUROCOPA?
De acordo com o que publicou a UEFA, a qualificação para a maior competição do velho continente será, de certa forma, simplificada. As eliminatórias contarão com dez grupos, nos quais os dois melhores de cada serão classificados automaticamente para a Euro.

As quatro vagas restantes serão disputadas por meio de playoffs com os vencedores das divisões de cada grupo. Ou seja, cada liga da Nations League terá um time classificado para a Euro. Entretanto, como já de se imaginar, várias seleções já estarão qualificadas pela própria fase de grupos.

Ou seja, as vagas para os playoffs serão dadas para os países melhores ranqueados, da mesma divisão, que não conseguiram a classificação. Caso todas as seleções de uma liga já estejam classificadas, as vagas acabam indo para sucessivas divisões abaixo.

POLÊMICA ANTES DA BOLA ROLAR...
Com estreia marcada para a segunda rodada da Liga das Nações, no dia 9 de setembro, contra o País de Gales, a seleção da Dinamarca enfrenta um grande problema para conseguir entrar em campo. A federação e o sindicato dos jogadores não entraram em acordo sobre o pagamento de bônus e seguros, além de questões de melhorias de condições de voos, alimentação, entre outros.

A entidade do futebol dinamarquês alegou que os jogadores começaram a intimar sobre resoluções de coisas que já haviam sido discutidas. Com a atitude dos atletas, a DBU decidiu suspender as negociações. A discussão acabou por fazer com que a seleção não tivesse jogadores para disputar esta data FIFA.

A federação, no entanto, afirmou que está procurando em suas ligas, buscando até em divisões inferiores, jogadores para fazer parte de um time alternativo para atuar nesta data FIFA. Entretanto, a DBU enfrenta a resistência até dos atletas da terceira divisão, que se colocaram junto com o sindicato e não se prontificarão para vestir a camisa da Dinamarca. Tanta procura por jogadores disponíveis se dá por um bom motivo: a Dinamarca pode ser excluída das competições europeias.

Em 2017, a seleção dinamarquesa feminina não entrou em campo em uma partida de eliminatórias para a Copa do Mundo, por conta de um protesto sobre melhores condições de trabalho, coincidentemente. Na época, a UEFA puniu a federação com 18 milhões de euros, manteve o país na competição, mas determinou que no próximo episódio parecido, a federação seria excluída de todas as competições organizadas pela entidade.















Leia também