Vágner Love não vê queda de rendimento do Corinthians e nem surpresa com o São Paulo

Yahoo Esportes
Vagner Love, em treinamento no CT do Corinthians. Foto: Sergio Barzaghi/Gazeta Press
Vagner Love, em treinamento no CT do Corinthians. Foto: Sergio Barzaghi/Gazeta Press

Vágner Love tem alternado entre titular e reserva do Corinthians, desde que retornou ao clube. Para muitos, um jogador superior tecnicamente à maioria dos companheiros. Na decisão contra o São Paulo, Love ficou na reserva, entrando nos minutos finais do clássico. No jogo de volta, pode começar a partida, novamente, depois de uma conversa com Fábio Carille, na reapresentação do elenco.

O blog conversou com o atacante, a respeito da queda de desempenho do Corinthians, sua presença ou não no time e a leve vantagem corintiana em atuar em casa contra o São Paulo, domingo. Confiram.

Role para baixo para continuar lendo
Anúncio

Você acha que o Corinthians está jogando menos no mata-mata?

Não. Não vejo desta forma, não. Primeiro jogo da semifinal contra o Santos, nós fomos muito bem e no segundo, não tão bem, mas conseguimos o objetivo que era a classificação para a final. Domingo, entramos para vencer a partida, sabemos que o São Paulo tem um bom time, vem crescendo nos últimos jogos, mas fizemos nosso trabalho, tentamos buscar o resultado. O 0 a 0 pode ser que tenha sido um bom resultado para a gente e agora vamos decidir em casa.

Tua saída do time te surpreendeu?

Não. De maneira nenhuma. Tem muitos jogos, todos têm condições de jogar e eu vou esperar minha oportunidade novamente.

O fato do São Paulo nunca ter ganho em Itaquera é favorável ao Corinthians numa decisão?

Ah, decisão em clássico, é difícil você falar que um é favorito, o outro. São dois grandes clubes e, lógico, se a gente tem o fator de estar jogando em casa com a nossa torcida, a gente tem que aproveitar isso.

Como administrar essa empolgação e força do torcedor, atuando em casa?

É a gente não empolgar. Fazer o que a gente vem fazendo, nos jogos que fomos bem. Tentar ser agressivo, com a bola no pé tentar jogar, ter as melhores escolhas nos últimos passes para tentar ganhar o jogo.

São Paulo te surpreendeu com essa molecada e com um time com mais pegada?

Não. É oportunidade. Muitas vezes, acontece de uma equipe grande estar num momento de reformulação, os jogadores mais experientes não conseguem dar conta do recado, vem a molecada que joga junto há muito tempo, com o entrosamento da base, fez com que o São Paulo crescesse.

Dá para pensar só na Chape, pela Copa do Brasil, nesta quarta-feira?

Tem que pensar. É um campeonato que também nós temos condições de passar de fase. Sabemos que é difícil jogar lá, só que temos que virar a chave e pensar também nesse jogo, importante para a nossa temporada.

Em 2019, Vágner Love marcou dois gols em 18 jogos. Aos 34 anos, tem contrato até dezembro de 2020. Na primeira passagem pelo Corinthians, foram 50 partidas e 16 gols, conquistando o título brasileiro.

Mais no Yahoo Esportes:


Vasco e Flamengo tomam prejuízo em plena final do Carioca
Final aberta do Paulista com um SP em ascensão contra um Corinthians abaixo da média
Justiça dá ganho a Gustavo Henrique e Dorival em ação de árbitro– Vídeo de Cristiano Ronaldo escancara falta de incentivo a meninas no futebol


 

Leia também