Vacinados contra covid transmitem vírus por menos tempo que não-imunizados

·1 minuto de leitura

Afinal, as vacinas disponíveis contra a covid-19 contêm ou não a transmissão do vírus? Um estudo realizado nos Estados Unidos demonstrou que, sim, a imunização tem impacto positivo na contenção da propagação do coronavírus SARS-CoV-2.

O estudo acompanhou 173 indivíduos ligados à NBA (Associação Nacional de Basquete dos Estados Unidos), incluindo atletas, técnicos e funcionários, e percebeu que a janela de transmissão do vírus entre quem foi vacinado é significativamente menor do que entre aqueles que não foram vacinados.

Os pesquisadores notaram que a replicação viral nos primeiros dias de contágio foi similar entre quem estava e quem não estava vacinado. Os dois grupos atingiam o pico de carga viral em questão de três dias.

No entanto, o organismo dos vacinados conseguiu conter a ameaça mais rapidamente. Em questão de cinco dias, em média, os participantes já estavam “limpos”. Já os não imunizados levaram entre sete e oito dias.

O estudo não percebeu diferença significativa entre as variantes Alfa e Delta, que predominaram nos Estados Unidos em diferentes momentos da pandemia. Também vale notar que o país tem três vacinas aprovadas para uso: Pfizer/BioNTech, Moderna e Janssen.

O artigo foi divulgado na plataforma MedRxiv, um repositório de pre-prints, e, como tal, ainda não passou por revisão por pares. Você pode conferir a pesquisa neste link.

Fonte: Canaltech

Trending no Canaltech:

Nosso objetivo é criar um lugar seguro e atraente onde usuários possam se conectar uns com os outros baseados em interesses e paixões. Para melhorar a experiência de participantes da comunidade, estamos suspendendo temporariamente os comentários de artigos