Vacina para Covid-19 deveria ser testada em quem já está doente, diz Russomanno

·1 minuto de leitura
Celso Russomanno (Republicanos) é candidato à prefeitura de São Paulo - Foto: Cleia Viana/Câmara dos Deputados
Celso Russomanno (Republicanos) é candidato à prefeitura de São Paulo - Foto: Cleia Viana/Câmara dos Deputados

O deputado federal Celso Russomanno (Republicanos), candidato à Prefeitura de São Paulo, afirmou nessa terça-feira (03), que a vacina contra o novo coronavírus deveria ser testada em quem já está doente, além de ser testado em crianças e idosos.

"A vacina está sendo testada em adultos sãos, nenhum com covid. Não está sendo testada em crianças, não está sendo testada nos idosos e não está sendo testada nos doentes. São as etapas por onde uma vacina deve passar. Isso não está acontecendo", afirmou Russomanno, durante evento na Associação Paulista de Imprensa, de acordo com o jornal O Estado de S. Paulo.

Leia também

A declaração contraria o conceito de imunizante, substância que previne que permite justamente que pessoas saudáveis não contraíam a doença. Além disso, a praxe em estudos clínicos é que os testes clínicos comecem por adultos não idosos.

Apesar das declarações e de ser aliado do presidente Jair Bolsonaro (sem partido), tido como um dos líderes de pior gestão na pandemia no mundo, Russomanno descartou ser “negacionista"

"Eu não sou negacionista não, pelo contrário. Quero a vacina o mais rápido possível, agora não quero que a população de São Paulo seja cobaia de nada", afirmou Russomanno, segundo o Estado.

Essa não é a primeira declaração polêmica de Russomanno em relação à pandemia do novo coronavírus. Ele já chegou a dizer que pessoas em situação de rua seriam mais resistentes ao vírus por não tomarem banho.