Do vôlei para o Paradesporte: conheça Andréa Pontes, atleta que se envolveu em polêmica com Bárbara

·1 minuto de leitura


A para-atleta Andréa Pontes ganhou fama nesta quarta-feira depois de trocar críticas com a goleira da Seleção Brasileira Bárbara Barbosa, que representa o Brasil na Olimpíada de Tóquio. Andréa "sugeriu" que a guarda-redes da Seleção de Handebol deveria substituir Bárbara para que o país conquistasse o ouro. A goleira não gostou e respondeu, afirmando que Pontes deveria treinar mais para se classificar para uma Paralimpíada.

> Confira a tabela do futebol na Olimpíada de Tóquio e simule os resultados!

Antes de se aventurar na paracanoagem, Andréa Pontes, de 36 anos, era jogadora de vôlei na sua cidade natal de Pelotas, no Rio Grande do Sul, onde chegou a ser campeã estadual nas categorias de base. Ao ingressar na faculdade, onde cursou direito, a atleta sofreu um acidente automobilístico que a fez perder a movimentação do corpo abaixo do quadril.

Com este desafio, Andréa procurou uma nova maneira de continuar ativa e conheceu a paracanoagem, modalidade por qual se apaixonou. A atleta se tornou Campeã Brasileira de Paracanoagem em 2014, além de ter conquistado o título Sul-Americano no mesmo ano. Mesmo com o bom desempenho, Andréa não conseguiu se classificar para os Jogos Paralímpicos nos Rio de Janeiro, em 2016.

+ Conheça o novo app do LANCE! e fique por dentro dos resultados e notícias!

Nesta semana, contudo, Andréa ocupou as manchetes por uma discussão com a goleira Bárbara. A para-atleta e a jogadora da Seleção Brasileira trocaram ofensas nas redes sociais após uma crítica da remadora ao desempenho ruim da defensora na Olimpíada de Tóquio.

Nosso objetivo é criar um lugar seguro e atraente onde usuários possam se conectar uns com os outros baseados em interesses e paixões. Para melhorar a experiência de participantes da comunidade, estamos suspendendo temporariamente os comentários de artigos