Vítor Pereira está incomodado com exposição da família enquanto avalia renovação com o Corinthians


Em um momento de definição sobre a sua renovação no Corinthians, o técnico Vítor Pereira está incomodado com a exposição dos seus familiares, principalmente da sua esposa, Fátima, enquanto não decide se ficará ou não no clube alvinegro.

+ Confira detalhes da terceira camisa e a nova linha do Corinthians em alusão ao Mundial do Japão

Porém, é justamente a família o fiel da balança para que o treinador tome a sua decisão. Vítor quer permanecer no Timão, enquanto a diretoria trata a manutenção do profissional como prioridade. No entanto, a distância da mulher e dos três filhos é o empecilho para que Pereira fique.

Nos próximos dias a vinda da família de Vítor Pereira ao Brasil está programada, mas o vazamento dessa informação irritou bastante o treinador corintiano, que teme envolvê-los nas questões profissionais. O técnico teme que a intimidade dos familiares seja comprometida durante o período em que eles estarão em São Paulo.

Vítor Pereira e esposa
Vítor Pereira e esposa

Vítor Pereira e sua esposa, Fátima, em Portugal (Foto: Reprodução/Twitter)

Inclusive, a ideia de trazer a esposa e os filhos para a capital paulista é justamente uma estratégia para que eles fiquem tranquilos e aceitem que VP permaneça mais um ano no Corinthians.

Vítor sabe o quanto a indecisão sobre o seu futuro tem deixado a torcida corintiana apreensiva, principalmente pelo fato da Fiel ter abraçado o treinador com campanhas como a hashtag #FicaVP nas redes sociais. Ele sente medo que alguém importune a família durante a estadia no Brasil. A imprensa brasileira é outro fator que tem deixado o português incomodado.

Vítor Pereira já expôs publicamente que a sua sogra tem um problema de saúde que impede o deslocamento da família ao Brasil, pois é justamente a esposa de VP quem tem cuidado da mãe. No resto, o profissional tenta manter ao máximo os seus familiares longe dos holofotes.

A reportagem ouviu pessoas ligadas a Vítor que disseram que o técnico tem um zelo enorme pela família, até como modo de compensar a ausência física. Por outro lado, também foi dito que o técnico é um alucinado por trabalho, a ponto de desfrutar pouco a vida. Trazer os familiares para São Paulo é justamente o modo de mostrar a ele a importância dele estar ativo em um projeto em que conhece, gosta e vê potencial para competir em busca de títulos.

Vítor Pereira não recebeu propostas da Europa até agora. Mas só aceitaria em caso de um projeto que lhe desse nível de competitividade. O estafe do treinador até analisa o mercado, mas até agora não recebeu ofertas deste porto. Se isso vier acontecer em um futuro próximo, dificilmente o Corinthians vai segurar o treinador que tem dois grandes sonhos: treinar na Premier League e conquistar a Liga dos Campeões da Europa.