Vídeo mostra que Rincón dirigia veículo antes do acidente

·2 min de leitura
**Arquivo**OSASCO, SP, BRASIL, 08-02-2011, Freddy Rincón acompanhado do Vampeta  (Foto: Ricardo Nogueira/Folhapress)
**Arquivo**OSASCO, SP, BRASIL, 08-02-2011, Freddy Rincón acompanhado do Vampeta (Foto: Ricardo Nogueira/Folhapress)

SÃO PAULO, SP (UOL/FOLHAPRESS) - Um vídeo obtido pelo jornal colombiano 'El Tiempo' mostra que Freddy Rincón, ídolo da seleção colombiana e do Corinthians, dirigia o carro antes do acidente com um ônibus, em Cali, no último 11. O ex-jogador de 55 anos não resistiu aos ferimentos sofridos no acidente e morreu no dia 14.

Nas imagens é possível ver Rincón deixando um restaurante com um grupo de amigos, incluindo duas mulheres e um homem.

Na quarta (20), Francisco Barbosa, um porta-voz da Fiscalía General de la Nación da Colômbia, confirmou que o ex-jogador dirigia o carro no momento do acidente.

"De fato, Freddy Rincón, de acordo com a investigação e as provas que a Procuradoria-Geral possui, estava dirigindo o veículo. Todos os elementos adicionais que possam ser derivados estão sendo analisados na autonomia e independência do Ministério Público no caso", afirmou Barbosa.

Rincón foi um dos grandes personagens do futebol brasileiro nos anos 90 e 2000. Ele foi campeão paulista pelo Palmeiras em 1994 e anos depois se tornou um dos maiores ídolos do Corinthians, pelo qual foi bicampeão brasileiro (1998 e 99) e campeão mundial como capitão, em 2000, no primeiro grande título internacional do clube. O colombiano ainda defendeu Santos e Cruzeiro no futebol brasileiro.

Ele nasceu em 1966 em Buenaventura, a maior cidade portuária da Colômbia. Foi no time local que ele se destacou aos 19 anos, antes de passar por Tolima, Independiente Santa Fe e América de Cali, chegar à seleção colombiana e ir jogar no exterior. Além dos clubes brasileiros, ele também defendeu Napoli (ITA) e Real Madrid. Foi o primeiro jogador da Colômbia a marcar um gol no Brasileirão, a jogar no Real e a disputar uma partida de Liga dos Campeões da Europa.

IRMÃO NEGA

Manuel Rincón, irmão do ídolo do Corinthians, deu entrevista ao programa de TV colombiana 'Semana', negou que ser irmão dirigia o veículo e ainda disse que os fiscais foram comprados para concluir isso.

"Há câmeras de segurança e há indícios do local onde o carro foi atingido. Se fosse Freddy dirigindo e outra pessoa fosse o copiloto, o morto não seria Freddy. Por isso estavam demorando tanto [a Fiscalía], porque estavam introduzindo corrupção. Aquele promotor não pode afirmar uma dessas coisas; coletar provas é fácil, mas o problema é que quem estava dirigindo ameaça e compra testemunhas e eles simplesmente replicam isso", disse.

"O Ministério Público deveria ter investigado quem eram essas pessoas há muito tempo, como eles não vão perceber se Freddy foi o único que morreu e os outros saíram ilesos, como ele vai dirigir. O promotor está mentindo, eles não estão investigando bem e vão sair do caminho graciosamente", concluiu.

Nosso objetivo é criar um lugar seguro e atraente onde usuários possam se conectar uns com os outros baseados em interesses e paixões. Para melhorar a experiência de participantes da comunidade, estamos suspendendo temporariamente os comentários de artigos