Na véspera da estreia, Zé Roberto tira lições de vacilos de 2016

O lateral esquerdo Zé Roberto participou da decepcionante campanha do Palmeiras na Copa Libertadores 2016. Na véspera do confronto com o Atlético Tucumán, marcado para as 21h45 (de Brasília) desta quarta-feira, o veterano procura tirar lições dos vacilos cometidos no ano passado.

“Aprendemos muito com a Libertadores de 2016 e acho que nesse ano o time vem muito mais preparado. É importante tirar lições e não cometer os mesmos erros. Um ponto fundamental é entrar já entendendo a competição. No ano passado, acabamos não entendendo como se joga uma Libertadores”, reconheceu Zé Roberto.

Campeão da Copa do Brasil 2015, o Palmeiras iniciou 2016 com o sonho de conquistar o bicampeonato continental, mas não conseguiu passar nem sequer da primeira fase. Em uma chave com Rosario Central, Nacional e River Plate-URU, o time alviverde acabou apenas no terceiro posto.

“Libertadores não se compara com Campeonato Paulista, com Brasileiro. É um torneio totalmente diferente, porque muitas vezes a técnica acaba não prevalecendo. O que prevalece é o jogo viril, de disputar todas as bolas, de atuar em campos precários. Às vezes, tem que entrar com uma proposta diferente”, explicou Zé Roberto.

A pouca expressão internacional do Atlético Tucumán, time que precisou passar pelas fases seletivas da Copa Libertadores, não é suficiente para animar o experiente lateral esquerdo. Na casa do adversário, ele planeja ver o Palmeiras forte na marcação e veloz nos contra-ataques.

“Muitas vezes, você enfrenta times que não têm muita tradição, como o de amanhã (quarta-feira), mas que dão a vida dentro de campo. No futebol de hoje, camisa não ganha jogo, nome não faz o atleta jogar. Se você não entrar para competir, com uma mentalidade diferente, é surpreendido. Espero que esse ano seja diferente para nós”, afirmou.

O último treino do Palmeiras antes da estreia será realizado na noite desta terça-feira, no palco do jogo. Versátil, Zé Roberto pode ser aproveitado na lateral esquerda ou no meio de campo, com a entrada de Egídio na ala. O zagueiro Yerry Mina, expulso em 2016 pelo Santa Fe, será substituído por Edu Dracena.