Vários detidos por suposta fraude fiscal no futebol no Reino Unido e França

(Arquivo) Foto tirada em 24 de maio de 2015 mostra o dono do Newcastle, Mike Ashley (E), e o presidente do clube Lee Charnley, em Newcastle

Várias pessoas foram detidas nesta quarta-feira no Reino Unido e na França como parte de uma investigação de suposta fraude fiscal no futebol profissional, anunciou a agência tributária britânica (HMRC).

A imprensa britânica informou que a operação teve como alvos os clubes ingleses West Ham e Newcastle e que o presidente deste último, Lee Charnley, foi detido.

A Fazenda britânica afirma em um comunicado que "deteve várias pessoas que trabalhavam no futebol profissional por supostas fraudes de impostos".

O comunicado informa que os investigadores realizavam operações nos dois países e menciona em particular "locais no nordeste e sudeste da Inglaterra", sem detalhes sobre as cidades ou os clubes envolvidos.

O West Ham, que disputa a Premier League inglesa, é um clube de Londres (sudeste da Inglaterra). O Newcastle, que acaba de obter vaga na elite do futebol inglês após uma temporada na segunda divisão, fica no nordeste.

A HMRC informou a apreensão de "documentos de empresas e financeiros, assim como de computadores e telefones celulares".

Também indica que as autoridades francesas, que "ajudam" os investigadores britânicos, realizaram detenções e operações de busca em vários pontos da França".

Os dois clubes mencionados pela imprensa britânica não responderam até o momento os pedidos de comentários da AFP.