USP e Richarlison anunciam campanha contra COVID-19: 'Hora de valorizarmos nossos pesquisadores'


A Universidade de São Paulo (USP) e o jogador Richarlison, do Everton e da Seleção Brasileira, iniciam, a partir desta quinta-feira, uma parceria inédita no combate à COVID-19: a campanha “Tabelinha de Craques", que tem objetivo de arrecadar doações para o "USP Vida", desenvolvido dentro da maior instituição de ensino e de pesquisa da América Latina.

Além disso, a iniciativa visa também mostrar a importância da pesquisa para a resolução dos problemas que estamos vivendo nos dias de hoje. O jogador será o embaixador da campanha, utilizando suas redes sociais para divulgar a campanha e convocar outros jogadores, artistas, influencers digitais e empresas a participarem com o objetivo de amplificar o seu alcance e a arrecadação junto á população.

- Nós sempre tivemos a imagem dos nossos heróis muito ligada ao esporte, à música e à TV, mas hoje estamos conhecendo milhões de outros craques que estão na linha de frente, arriscando suas próprias vidas para salvar as de tantas outras pessoas. Acho que é hora de valorizarmos e incentivarmos nossos pesquisadores e cientistas e todos que estão lutando nessa batalha. Por isso, tivemos a ideia da campanha e de contribuir com essas pessoas - afirmou Richarlison.

As doações poderão ser feitas por meio de depósito em conta corrente ou por pagamento em cartão de crédito, boleto e meios de pagamento eletrônico, como "Pagseguro" e "Paypall". Os recursos arrecadados serão gerenciados por um Comitê Gestor de Cientistas, coordenado pelo Pró-Reitor de Pesquisa da USP, e alocados em conta específica na Fundação de Apoio da Universidade de São Paulo – FUSP.

A USP Vida se compromete a disponibilizar um contador no site informando o volume diário de arrecadação, uma medida de transparência que foi acordada com o Richarlison.

Como embaixador da USP Vida, Rich também irá utilizar seu site e redes sociais para, além da campanha de arrecadação “Tabelinha de Craques”, fomentar o acesso à informação e às atividades científicas desenvolvidas pela universidade.

O atleta também disponibilizará a sua imagem e voz para desenvolver ações educativas visando popularizar a ciência e mostrar a sua importância no nosso dia a dia. Serão postagens, informações, vídeos e convites diários nas redes sociais do jogador, promovendo uma corrente de solidariedade pelo Brasil e pelo mundo.

Educação e saúde sempre foram temas recorrentes para o craque do Everton e da Seleção Brasileira. No ano passado, em discurso na Assembleia Legislativa do Espírito Santo, seu estado natal, o jogador falou sobre a importância dos governantes investirem mais recursos nessas duas áreas. Além disso, ajudou estudantes do IFES de sua cidade, Nova Venécia, a participarem da "Olimpíada de Matemática", em Taiwan, também em 2019.

Enquanto não vê a hora de voltar aos campos, o jogador está em quarentena com a família, e mantém sua rotina intensa de treino para manter a forma que vem demonstrando nesta temporada. Richarlison já balançou as redes da Premier League dez vezes, mais duas pela Copa da Liga Inglesa. Mesmo com a cabeça no futebol, o atacante demonstra este mesmo apetite para ajudar o Brasil e a ajudar nas causas que ele acredita.

- Quando vi o programa de pesquisa da "USP VIDA" para combater o coronavírus, sabia que queria participar daquilo de alguma forma. O futebol me deu muita coisa, o mais importante eu acho que é a minha voz, poder chegar até as pessoas e influenciá-las de alguma forma.

Um segundo objetivo da campanha e do atleta é popularizar a ciência e inspirar os cientistas do futuro.

- Eu sempre brinco que eu não consigo imaginar o que se passa na cabeça desses caras muito inteligentes (risos). Vou fazer o possível para que quem estiver ao meu redor enxergue a importância deste trabalho para o nosso dia a dia, especialmente em um momento de dificuldade - concluiu o jogador.























Role para baixo para continuar lendo
Anúncio

Leia também