Usain Bolt busca recuperar US$12,7 milhões perdidos de empresa de investimentos jamaicana

Usain Bolt é visto antes do GP de F1 em Monza, Itália

Por Kate Chappell

KINGSTON (Reuters) - O campeão olímpico Usain Bolt está tentando recuperar mais de 12,7 milhões de dólares que desapareceram de sua conta em uma empresa de investimentos jamaicana, e está disposto a levar o caso à Justiça se for necessário, disse o advogado do ex-atleta.

Bolt foi informado na semana passada que o saldo de sua conta na Stocks and Securities Ltd (SSL), com sede em Kingston, inexplicavelmente diminuiu para apenas 12 mil dólares, disse o advogado Linton Gordon à Reuters na noite de terça-feira.

"Iremos ao tribunal com a questão" se a empresa não devolver os fundos, disse Gordon.

"É uma grande decepção, e esperamos que o assunto seja resolvido de forma que o sr. Bolt recupere seu dinheiro e possa viver em paz."

A SSL disse em uma declaração de 12 de janeiro que tomou conhecimento da atividade fraudulenta de um ex-funcionário e encaminhou o assunto para a polícia, acrescentando que tomou medidas para proteger ativos e fortalecer protocolos.

A SSL não respondeu imediatamente a um e-mail ou telefonema em busca de mais comentários.

A Força Policial da Jamaica disse na segunda-feira que suas equipes de investigação financeira e de fraude estavam investigando "supostas atividades fraudulentas na SSL que supostamente afetaram as contas do sr. Usain Bolt, entre outros indivíduos".

O ministro das Finanças, Nigel Clarke, disse na noite de terça-feira que a SSL supostamente cometeu "fraude alarmante e perversa" e que as autoridades "levariam todos os perpetradores à Justiça".

A conta de Bolt tinha como objetivo servir como aposentadoria para o velocista oito vezes medalhista de ouro olímpico e para seus pais, disse Gordon.

(Reportagem de Kate Chappell em Kingston e Brian Ellsworth em Caracas)