Uruguai vence Bolívia (2-0) e vai às quartas de final da Copa América

·3 minuto de leitura
O uruguaio Edinson Cavani comemora após marcar o segundo gol na vitória sobre a Bolívia

O Uruguai venceu a Bolívia por 2 a 0 nesta quinta-feira na Arena Pantanal, em Cuiabá, e se classificou para as quartas de final da Copa América do Brasil-2021, em partida da quarta rodada do Grupo A.

O goleiro Carlos Lampe, aos 40 minutos, desviando para dentro da própria meta, e o 'Matador' Édinson Cavani, já na reta final (79) após uma assistência perfeita de Facundo Torres, marcaram os gols da Celeste.

Com esta vitória, o Uruguai voltou a triunfar, algo que não conseguia desde novembro passado. Foram três jogos consecutivos nas Eliminatórias Sul-Americanas para a Copa do Mundo do Catar-2022 e mais os dois primeiros confrontos nesta Copa América sem vencer.

Para 'La Verde', a derrota significou praticamente o fim de seu sonho de classificação, com três reveses consecutivos. A líder Argentina será o próximo adversário, na segunda-feira, no encerramento da fase de grupos.

Com o resultado, o Uruguai chegou a 4 pontos, o suficiente para garantir sua vaga na próxima fase. A Celeste ainda vai enfrentar o Paraguai, também na segunda-feira, no Rio de Janeiro, enquanto a Bolívia está na lanterna, ainda sem pontuar.

- Golpe de sorte -

O 'maestro' Óscar Tabárez havia antecipado que seu time jogaria uma final contra a Bolívia, e para isso, a Celeste precisava melhorar no jogo ofensivo e assim aproveitar melhor sua perigosa dupla de atacantes.

O Uruguai assumiu a posse de bola com uma dinâmica interessante no meio de campo e avanços permanentes pelas laterais, principalmente pela direita com Nahitan Nández, mas os problemas nos metros finais começaram a aparecer um após o outro.

Tanto Luis Suárez quanto Cavani pecaram pela falta de precisão para superar o goleiro Carlos Lampe, e em outros lances a bola não chegava limpa até eles para que pudessem avançar em velocidade.

E foi justamente em uma dessas bolas pouco claras que a Celeste abriu o placar aos 40 minutos com um gol contra de Lampe.

Um cruzamento rasteiro de Arrascaeta no meio da pequena área em busca de Suárez ou Cavani encontrou o zagueiro Jairo Quinteros que se esticou para interceptar, mas a bola acertou Lampe e acabou entrando no gol.

- Cavani garante a vitória -

A Bolívia havia ousado no ataque no primeiro tempo com duas chances mal finalizadas, e ao ficar em desvantagem no placar se obrigou a partir em busca do jogo, com a consequência lógica de se abrir na defesa e ficar exposta.

Com o avanço de suas linhas e várias substituições, os bolivianos pressionaram o Uruguai em seu próprio campo, mas abriram um importante espaço atrás que podiam ser explorados nos contra-ataques, e aí Lampe se destacou.

A Bolívia precisava de alguém que pudesse fazer a diferença e esse foi seu artilheiro Marcelo Moreno, recuperado da covid-19 que o havia deixado fora dos jogos contra Paraguai e Chile.

A Celeste tomou cuidado com o camisa 9 e respondeu com a entrada de sua joia Torres, do Peñarol, que aos 79 minutos deu uma assistência perfeita para Cavani. O jogador do Manchester United marcou o gol com um toque suave garantindo assim a vaga nas quartas de final.

cl/ma/aam

Nosso objetivo é criar um lugar seguro e atraente onde usuários possam se conectar uns com os outros baseados em interesses e paixões. Para melhorar a experiência de participantes da comunidade, estamos suspendendo temporariamente os comentários de artigos