Uruguai tenta voltar à final da Copa após 72 anos

SÃO PAULO, SP (AGÊNCIA BRASIL/FOLHAPRESS) - O Uruguai, 14º no ranking da Fifa, é um dos favoritos a superar a fase inicial no Grupo H, mas a batalha com Portugal, Coreia do Sul e Gana promete ser bem equilibrada. A seleção sul-americana estreia na Copa do Qatar nesta quinta-feira (24), contra a Coreia do Sul, às 10h (de Brasília), no estádio Education City, em Doha.

Terceira colocada nas Eliminatórias Sul-Americanas, atrás apenas de Brasil e Argentina, a equipe do técnico Diego Alonso busca o terceiro título mundial em 14 participações, e busca voltar à final da Copa após 72 anos. A última vez foi em 1950, quando a seleção uruguaia venceu o Brasil em casa, no episódio conhecido como Maracanaço.

A tarefa não será nada fácil. No Mundial da Rússia, em 2018, o Uruguai parou nas quartas de final, quando perdeu para a França por 2 a 0. Em 2014, caiu nas oitavas, quando perdeu para a Colômbia.

A garra charrua é a grande força da seleção, mas a experiência e o faro de gol de Luis Suárez também dão esperança aos uruguaios. O atacante de 35 anos voltou a jogar pelo Nacional de Montevidéu e quer levar a Copa para o país após um hiato de 72 anos.

Além da experiência dos veteranos, o Uruguai aposta também na renovação, com 13 dos 26 convocados sendo estreantes na Copa.

Nesta quinta-feira, a única dúvida do técnico Diego Alonso é o defensor Ronald Araujo, que se recupera de lesão na coxa. A participação do lateral preocupa até mesmo o Barcelona -clube defendido por Araujo-, que tem cobrado a seleção uruguaia para que o defensor seja preservado nas primeiras partidas, segundo informações do jornal Marca.

Uma possível formação inicial do Uruguai nesta estreia tem: Muslera (Rochet); Varela (Caceres), Godin, Gimenez e Olivera; Bentancur, Vecino e Valverde; Arrascaeta (Pellistri), Luis Suarez e Nunez.

Do outro lado, a Coreia do Sul participará de uma Copa do Mundo pela 11ª vez na história. O melhor resultado alcançado foi a quarta posição em 2002, quando o país sediou o torneio ao lado do Japão.

A equipe sul-coreana é comandada pelo português Paulo Bento, que assumiu após a Copa da Rússia. Além de buscar a classificação para o mata-mata, o treinador terá o desafio de enfrentar os compatriotas logo na primeira fase.

Os destaques da Coreia do Sul, 28ª colocada no ranking da Fifa, jogam atualmente em clubes da Inglaterra: o ponta-esquerda Son Heung-Min, 30, que defende o Tottenham, e o meio-campista Hwang Hee-Chan, 26, que atua pelo Wolverhampton.

Son causava dúvidas por estar em recuperação de lesão na região no olho, mas deve participar da estreia atuando com uma máscara para proteção. Bento deve mandar a campo: Kim Seung-gyu; Kim Moon-hwan, Kim Young-gwon, Kim Min-jae e Kim Jin-su; Jung Woo-Young, Hwang In-beom, Lee Jae-sung; Hwang Hee-chan, Son Heung-min, Hwang Ui-jo.

Estádio: Education City, em Doha (Qatar)

Horário: Às 10h (de Brasília) desta quinta-feira (24)

Árbitro: Clémet Turpin (França)

VAR: Jerome Brisard (França)

Transmissão: Globo, SporTV e Globoplay