Universidad de Chile x Ferroviária | Onde assistir, prováveis escalações, horário e local; Vale vaga na final!

Nathalia Almeida
·2 minuto de leitura

Com a inesperada queda do Corinthians diante do América de Cali na outra semifinal, a grande esperança de termos um representante brasileiro na grande decisão da Libertadores Feminina está concentrada na Ferroviária, campeã em 2015 e atual vice-campeã continental.

As Guerreiras Grenás entram em campo nesta quinta-feira (18) contra a Universidad de Chile, time de campanha surpreendente no torneio até aqui. Vale muito a sua torcida pela Locomotiva, uma das camisas mais tradicionais do futebol feminino nacional!

A seguir, todos os detalhes e informações sobre este duelo decisivo:

Ficha técnica e onde assistir:

Ferroviária quer voltar à decisão continental | Gustavo Pagano/Getty Images
Ferroviária quer voltar à decisão continental | Gustavo Pagano/Getty Images

Ficha técnica: Universidad de Chile x Ferroviária
Motivo: Semifinal da Libertadores Feminina 2020
Data: 18 de março de 2021
Hora: 17h (de Brasília)
Local: Estádio Nuevo Francisco Urbano, em Buenos Aires (ARG)
Árbitra: Anahí Fernández (URU)
Onde assistir: Facebook Watch da Conmebol e Conmebol TV

Prováveis escalações

Universidad de Chile

Chilenas estão em bom momento na competição | Gustavo Pagano/Getty Images
Chilenas estão em bom momento na competição | Gustavo Pagano/Getty Images

Provável equipe: Campos; Guerrero, Ramírez, Pinilla, González; Sánchez, Groff, López, Gutiérrez; Zamora, Oviedo.

Ferroviária

Locomotiva é a esperança brasileira na semifinal | Gustavo Pagano/Getty Images
Locomotiva é a esperança brasileira na semifinal | Gustavo Pagano/Getty Images

Provável equipe: Luciana; Monalisa, Yasmin, Ana Alice, Barrinha; Luana, Nicoly, Carol Tavares; Sochor, Aline Milene, Lurdinha.

É fã de esporte e não conhece a plataforma DAZN? Não perca mais tempo! Assista sua modalidade favorita a qualquer momento. Clique no link para se cadastrar.

Campanha e últimos resultados

Este conteúdo não está disponível devido às suas preferências de privacidade.
Para vê-los, atualize suas configurações aqui.

Chilenas e brasileiras estiveram no mesmo grupo durante a primeira fase e foram os dois classificados da chave D ao mata-mata: 'La U' em primeiro com 6 pontos e a Locomotiva em segundo, com 4 pontos.

A vaga nas oitavas veio de modo dramático para as Guerreiras Grenás, que somaram apenas um ponto nos primeiros dois jogos e precisavam de um verdadeiro milagre na terceira rodada para avançar: além de ter vencer a Universidad de Chile - que já era líder da chave -, precisava de um empate no outro jogo e ainda tirar uma diferença grande de saldo para o Libertad. E tudo isso aconteceu.

Nas oitavas de final, a Ferrinha mostrou muito brio e coração para vencer o bom time do River Plate por 1 a 0. Já as chilenas despacharam o Independiente Santa Fé, da Colômbia, por 3 a 1.