Uniformizada do Corinthians protesta antes de clássico contra o São Paulo

LANCE!
·1 minuto de leitura


Os jogadores do Corinthians foram recebidos ao treinamento realizado neste sábado (1), no CT Joaquim Grava, com protesto de uma das torcidas uniformizadas do clube, a “Camisa 12”.

Os principais alvos da manifestação foram os jogadores Cássio, Gil, Bruno Méndez, Fábio Santos Fagner, Ramiro, Camacho e Jô, além do técnico Vagner Mancini, que tiveram os seus nomes escritos em cruzes de madeira instaladas na porta do Centro de Treinamento corintiano.

O Timão vive um momento de pressão, principalmente por não ter vencido os dois primeiros jogos da Copa Sul-Americana, com empate em 0 a 0 contra o River Plate (PAR), lanterna do seu campeonato local, em Assunção, na estreia pela competição continental, e derrota, na Neo Química Arena, contra o Peñarol (URU), por 2 a 0, na última quinta-feira (29), o que deixou o clube do Parque São Jorge em situação delicada referente a classificação às oitavas de final do torneio.

Por outro lado, no Campeonato Paulista o Corinthians lidera o grupo A, com apenas uma derrota, em dez jogos. Neste domingo (2), o Timão recebe o São Paulo, em Itaquera, pela décima rodada do Estadual, às 22h15. O Tricolor é líder geral da competição, com quatro pontos e uma vitória a mais do que o Alvinegro.

O Majestoso pode ser crucial para o futuro do técnico Vagner Mancini, que vive intensos pedidos de demissão por parte dos torcedores, inclusive com recente nota oficial publicada pela “Gaviões da Fiel”, principal organizada corintiana pedindo o desligamento do treinador.

>> Confira e simule os próximos jogos do Corinthians no Paulistão!