Unai Emery revela problemas de Ozil no vestiário do Arsenal


Em entrevista ao jornal britânico 'The Guardian', Unai Emery falou sobre sua passagem como treinador do Arsenal, último clube no qual trabalhou. O técnico contou sobre sua relação com o meia alemão Ozil e revelou que tentou ajudá-lo a recuperar o bom futebol.

- Falei muito com Ozil. Ele também precisa ser autocrítico, analisar sua atitude e comprometimento. Eu tentei com todas as minhas forças ajudar. Ao longo da minha carreira, jogadores talentosos alcançaram seu melhor nível comigo. Eu sempre fui positivo, querendo que ele jogasse, se envolvesse - disse.

O treinador ainda afirmou que pediu a Ozil um protagonismo maior durante a temporada, mas as lesões atrapalharam o meia.

- Na pré-temporada, eu disse a ele que queria um alto nível de participação e compromisso no vestiário. Eu o respeitava e pensei que ele poderia ajudar. Ele poderia ser um capitão, mas os jogadores não queriam. Não fui eu que decidi isso, foram os jogadores. Os capitães são aqueles que precisam defender o clube, o treinador e os companheiros de equipe. Por vezes, ele não estava disponível porque estava doente ou com o joelho machucado. Eu estava sempre aberto para conversar, ele sempre estava nos meus planos, mas ele tinha que fazer a sua parte. E havia coisas que eu não conseguia controlar - revelou.






Role para baixo para continuar lendo
Anúncio

Leia também