Uma geração de jogadores que jamais será esquecida pelos sauditas

Torcedores em Riad assistem partida entre Arábia Saudita e México pela Copa do Mundo do Catar

Por Shady Amir

LUSAIL, Catar (Reuters) - O técnico da Arábia Saudita, Hervé Renard, disse que a geração atual de jogadores da seleção saudita seria esquecida se não chegasse às oitavas de final da Copa do Mundo do Catar, mas ele pode estar repensando isso depois que os torcedores mostraram seu apreço pela time, apesar da eliminação na primeira fase na quarta-feira.

Depois de estrear no Catar com uma vitória impressionante por 2 x 1 sobre a Argentina, os sauditas perderam por 2 x 0 para a Polônia e viram suas esperanças de chegar à fase final desaparecerem com uma derrota por 2 x 1 para o México.

Apenas o heroísmo do goleiro saudita Mohamed Al-Owais evitou uma derrota humilhante, e eles terminaram em último lugar no Grupo C, três pontos atrás da Argentina, líder do grupo.

Um feriado nacional foi declarado para comemorar a incrível vitória sobre o time de Lionel Messi, mas o impacto da vitória pode ser sentido por muito mais tempo.

"Ninguém em todo o mundo acreditava que poderíamos realizar essa performance. Sim, na Arábia Saudita conhecemos bem os jogadores, mas eles são desconhecidos dos torcedores de todo o mundo", disse Renard.

Renard pediu a seus jogadores que agarrassem a oportunidade de chegar à fase de mata-mata pela segunda vez na história do país, mas eles não conseguiram enfrentar os mexicanos no estádio Lusail, com a equipe lutando para igualar a intensidade do adversário.

"Fizemos o nosso melhor e não vamos esquecer o trabalho que fizemos juntos, tenho orgulho de trabalhar com a equipe e os jogadores, mas não merecíamos vencer hoje", disse Renard.