Um time frágil

Rodrigo Salomao
·4 minuto de leitura

#VozDoTorcedor
*Texto escrito pelo corinthiano Dudu Catap -
@duducatap

Todos sabíamos que o Flamengo era favorito. Mas a humilhante goleada aplicada em plena Neo Química Arena foi um golpe duro demais. Quanta vergonha o Corinthians ainda vai passar nessa temporada?

VAGNER MANCINI, o menor dos culpados, pecou pela ousadia. Quis surpreender o Flamengo, como fez quando quando dirigia o Atlético Goianiense e meteu 3 a 0 nos cariocas. Só que de lá para cá o Flamengo evoluiu demais. E talvez o Atlético Goianiense também tenha evoluído. O Corinthians certamente não evoluiu nada.

2020 Brasileirao Series A: Corinthians v Flamengo Play Behind Closed Doors Amidst the Coronavirus | Alexandre Schneider/Getty Images
2020 Brasileirao Series A: Corinthians v Flamengo Play Behind Closed Doors Amidst the Coronavirus | Alexandre Schneider/Getty Images

Ao menos Mancini não tentou enganar a torcida na coletiva, como faziam seus antecessores, com discursos prolixos e vazios. Admitiu as falhas da equipe, expôs a ferida e focou num ponto que há muito chama atenção da torcida: o PREPARO FÍSICO do time.

É impressionante como o Corinthians parece não aguentar manter o nível de atuação física ao longo dos 90 minutos. O 5º gol flamenguista elucida bem essa situação. Diego parecia um adulto driblando várias crianças. E vale lembrar que é o Flamengo quem vem de uma maratona de jogos. Além de não ter deixado nenhum legado técnico, a desastrosa passagem de TIAGO NUNES parece não ter deixado nenhum legado físico também.

Coincidência ou não, o dia em que Mancini resolveu "guelar" o preparo físico da equipe, coincidiu com o dia em que foi revelada a informação da saída do preparador físico ANSELMO SBRAGIA, que ruma para o Cruzeiro, para integrar a comissão técnica de Felipão. Então, para saber se o trabalho dele é ruim, ou se os jogadores do Corinthians é que não se empenham o suficiente, basta observar o que vai acontecer no Cruzeiro.

Apesar de tudo o quanto escrito até aqui e de a derrota para o Flamengo ser um resultado que era mais ou menos esperado, a goleada dá uma noção da fragilidade técnica, física e EMOCIONAL desse time do Corinthians. Porque o time, dentro das suas limitações, até fazia uma partida razoável, mas se perdeu totalmente no jogo quando. Depois do 3 a 1, se jogou para a frente de forma atabalhoada e foi duramente castigado por isso. Goias e Red Bull Bragantino, duas equipes que hoje estão atrás do Corinthians na tabela, deram muito mais trabalho ao Flamengo, porque apesar de suas limitações, foram equipes muito mais organizadas em campo do que o Corinthians. Vejo todos os times da zona da degola mostrando alguma reação nesse momento. O Corinthians não. Isso me preocupa bastante.

O Corinthians, hoje, é um time frágil e assustado.Isso ficou ainda mais visível nas palavras do gigante CÁSSIO após a partida. O goleiro fez um desabafo, deixando evidente o seu abalo emocional com o momento e até levantando a possibilidade de deixar o clube. Eu insisto que era o momento de WALTER ser o titular, pois Cássio não vem bem tecnicamente. Mas isso não apaga ou diminui sua história no clube. Mais do que a questão técnica, preocupa demais ver esse desânimo em um dos principais jogadores da equipe. Se o moral de Cássio está abalado dessa forma, imaginem os demais jogadores, sem tanta cancha, sem tanto tempo de Corinthians.

2020 Brasileirao Series A: Corinthians v Santos Play Behind Closed Doors Amidst the Coronavirus | Alexandre Schneider/Getty Images
2020 Brasileirao Series A: Corinthians v Santos Play Behind Closed Doors Amidst the Coronavirus | Alexandre Schneider/Getty Images

Mancini tem uma tarefa hercúlea pela frente. Além dos ajustes técnicos e físicos, precisará encontrar uma forma de motivar esse elenco, resgatar a confiança da equipe.

O Corinthians joga como um time de série B, mas ainda não está lá. Precisa lutar até as últimas forças. E para isso é essencial detectar quem são os jogadores com mais lenha para queimar, que estão melhores física, técnica e psicologicamente. Esses jogam. Os outros, sejam quem forem, devem ir para o banco. É preciso montar uma equipe que consiga ao menos competir. Compensar a falta de qualidade, com movimentação e vontade. E torcer muito para que isso seja o suficiente para escapar de um novo rebaixamento.

A vida é uma relação de causa e consequência. O Corinthians colhe hoje o que essa GESTÃO vem plantando nos últimos 3 anos: Trinta e muitos jogadores contratados só nesse último triênio, quase 90 atletas sob contrato, déficit de quase 200 milhões só em 2019, salários atrasados, umas das maiores folhas salariais do país. Tudo isso para montar um time que luta para não cair. E nem vou falar no sub-23 e na desgraça que é a base hoje em dia.

O risco de rebaixamento é mais do que real. E se ele se confirmar, os maiores culpados serão o presidente e a diretoria de futebol. QUE A COBRANÇA SEJA PRINCIPALMENTE EM CIMA DESSES CARAS.

Adriano Arrives at Corinthians | Eduardo Anizelli/Getty Images
Adriano Arrives at Corinthians | Eduardo Anizelli/Getty Images

No mais, mesmo com as dificuldades é continuar acreditando, fechar com o time e lutar. O Corinthians é um time marcado pela raça e não pode se entregar.

Romarinho is coming.

Vai Corinthians!