Um dia após ser confirmado, primeiro jogo da história do Paulistão fora do Estado fica ameaçado; entenda

Fabio Utz
·2 minuto de leitura

O Ministério Público de São Paulo não autorizou a realização de jogos do Paulistão em território estadual pelas próximas duas semanas. Diante deste cenário, o jogo entre Palmeiras e São Bento foi, inicialmente, confirmado para Belo Horizonte. Pela primeira vez na história uma partida do campeonato seria realizada fora fora do Estado, mas o governador Romeu Zema está proibindo que outros times venham a jogar em Minas Gerais.

Este conteúdo não está disponível devido às suas preferências de privacidade.
Para vê-los, atualize suas configurações aqui.

A decisão de impedir atividades esportivas em São Paulo vai ao encontro de medidas restritivas impostas pelas autoridades para tentar impedir o avanço da pandemia de coronavírus. Mesmo que a vacinação já esteja em curso, o Brasil passa pelo seu pior momento desde março do ano passado, quando começou a orientação para o isolamento social.

Este conteúdo não está disponível devido às suas preferências de privacidade.
Para vê-los, atualize suas configurações aqui.

A Federação Paulista e os clubes se posicionaram contra a decisão, argumentando que o futebol tem um protocolo bastante seguro e que não é um ambiente no qual a doença tenha se proliferado. Nesta segunda-feira, em uma última tentativa de manter a competição em andamento conforme o estabelecido inicialmente, integrantes da FPF estiveram reunidos com representantes do governo, que aceitaram rever sua decisão desde houvesse o aval do MP, o que não aconteceu. São Bento x Palmeiras, atrasado da terceira rodada foi marcado para esta quarta, às 19h, no estádio Independência. Porém, com o novo panorama, dificilmente irá acontecer.

Para mais notícias do Palmeiras, clique aqui.

Quer saber como se prevenir do coronavírus? #FiqueEmCasa e clique ​aqui.