Ultrapassado no fim, Da Costa admite que "é estranho perder para ex-equipe"

Redação GP
Grande Prêmio

António Félix da Costa passou muito, mas muito perto mesmo de vencer a primeira corrida dele vestindo as cores da DS Techeetah, no último sábado, no eP de Santiago. Contudo, no fim das contas, a derrota escapou por entre os dedos com um dedo de crueldade: foi na volta final e para o substituto dele na ex-equipe. Admitiu, então, que é uma situação esquisita.

A posição de classificação de Da Costa não ajudou tanto: partiu do décimo posto e foi escalando junto ao companheiro Jean-Éric Vergne, que chegou a ultrapassá-lo quando ambos se avizinhavam da luta pelo pódio. Mas Vergne teve problemas, e o português seguiu subindo, deixou Pascal Wehrlein, Mitch Evans e Maximilian Günther para trás. Parecia destinado a vencer, mas Günther continuou ao lado e retomou a ponta na volta final. 

Role para baixo para continuar lendo
Anúncio

"Tanta coisa aconteceu durante a corrida! É meio que uma situação estranha perder a vitória para a BMW Andretti, minha equipe antiga, mas parabéns ao Max. Estou feliz com onde estou, e vamos apenas melhorar como equipe. Será uma temporada divertida", disse.

O ataque de Da Costa em Günther (Foto: Reprodução)


Sem tentar esconder alguma decepção, Da Costa deixou claro que a DS Techeetah errou informações de temperatura, o que rendeu um superaquecimento nas últimas voltas e impediu que escapasse da BMW.

"Há muita coisa positiva para tirar, mas perdi muito na largada e sofri uma pancada bem forte por trás. Meu volante nunca mais foi o mesmo. De qualquer forma, temos velocidade no carro, e isso fez toda a diferença. Perdi bastante tempo atrás de JEV e recebi algumas informações erradas sobre temperaturas. Quando tudo sobrou para a última volta, esses caras [BMW] controlaram melhor", finalizou. 

A FE volta em 15 de fevereiro, direto da Cidade do México.

 


Apoie o GRANDE PRÊMIO: garanta o futuro do nosso jornalismo


O GRANDE PRÊMIO é a maior mídia digital de esporte a motor do Brasil, na América Latina e em Língua Portuguesa, editorialmente independente. Nossa grande equipe produz conteúdo diário e pensa em inovações constantemente, e não só na internet: uma das nossas atuações está na realização de eventos, como a Copa GP de Kart. Assim, seu apoio é sempre importante.


Assine o GRANDE PREMIUM: veja os planos e o que oferecem, tenha à disposição uma série de benefícios e experiências exclusivas, e faça parte de um grupo especial, a Scuderia GP, com debate em alto nível.





Leia também