Último da lista tríplice, reitor escolhido por Bolsonaro é recebido com protestos e ovada; assista

·1 minuto de leitura

O professor Valdiney Veloso, nomeado pelo presidente Jair Bolsonaro (sem partido), para a reitoria da Universidade da Paraíba (UFPB) foi recebido para sua posse, na noite desta quarta-feira (11), com insultos e até com uma “chuva de ovos” por manifestantes contrários a sua indicação.

Em imagens que viralizaram nas redes sociais, é possível ver Veloso chegando para a posse no prédio do Hospital Universitário Lauro Vanderley e sendo chamado de “golpista” e “lixo” por estudantes. O novo reitor estava acompanhado do deputado bolsonarista Gilberto Silva (PSL).

Leia também

A escolha de Veloso gera protestos desde que foi confirmada por Bolsonaro. Ele foi o menos votado na lista tríplice da UFPB e acabou nomeado para o mandato de quatro anos. A confirmação aconteceu no último dia 05.

Valdiney Veloso foi o menos votado na lista tríplice da UFPB e foi nomeado para o cargo para mandato de quatro anos, em decreto de 4 de novembro, publicado no Diário Oficial da União na última quinta-feira (05).

Em agosto, na reunião do Conselho Superior de Ensino, Pesquisa e Extensão (Consepe) e do Conselho Curador da universidade, foi feita a votação. A chapa de Veloso não recebeu nenhum voto, contra concorrentes que ficaram com 47 e 45.

Por ser uma universidade federal, a Constituição manda que a escolha seja atribuição do Presidente da República. Esse não é o primeiro caso em que Bolsonaro opta por nomear o nome que não liderou a lista tríplice, sendo acusado de realizar nomeações arbitrárias por membros da comunidade universitária.