Uefa investiga racismo em comemoração de atacante da Áustria na Eurocopa

·2 minuto de leitura
Comemoração de Arnautovic será investigada (Daniel Mihailescu - Pool/Getty Images)
Comemoração de Arnautovic será investigada (Daniel Mihailescu - Pool/Getty Images)
  • Uefa anunciou abertura de inquérito para investigar a comemoração de Arnautovic

  • Jogador fez gesto considerado racista no triunfo da Áustria sobre a Macedônia do Norte

  • Após o episódio, ele foi as redes sociais para explicar-se e pedir desculpas

A Uefa anunciou nesta terça-feira que abriu investigação sobre um suposto caso de racismo na Eurocopa. O Comitê Disciplinar da entidade está analisado a comemoração do atacante austríaco Marko Arnautovic na vitória por 3 a 1 sobre a Macedônia do Norte, no último domingo.

A federação da Macedônia do Norte foi responsável por denunciar o jogador do Shanghai SIPG e cobrar a investigação. Isso porque, na celebração, Arnautovic tocou os dedos polegar e indicador, como se fizesse um sinal de “ok”.

Leia também:

Segundo os macedônios, porém, trata-se de um gesto racista, referente ao poder dos brancos. O atacante teria, ainda, gritado uma palavra depreciativa ao povo da Albânia durante a comemoração.

Ambas as ofensas foram direcionadas ao jogador da Macedônia do Norte Alioski, que possui origens albanesas. Arnautovic, por sua vez, é filho de pai sérvio. Albânia e Sérvia possuem tensões históricas, o que teria motivado o ataque.

Austríaco bateu boca com o jogador Alioski (Justin Setterfield/AFP via Getty Images)
Austríaco bateu boca com o jogador Alioski (Justin Setterfield/AFP via Getty Images)

“A Federação da Macedônia de Futebol condena veementemente a explosão nacionalista do representante austríaco Marko Arnautovic, após um gol marcado na partida de ontem contra a Macedônia, dirigido ao representante da Macedônia Ezdjan Alioski”, informou a entidade.

Na mesma nota, a federação noticiou que pediria à Uefa “a punição mais severa” a Arnautovic. “Somos sempre contra o nacionalismo, a discriminação e todas as outras formas de insultos e explosões que não estão no espírito do futebol e nos valores que todos defendemos.”

Atacante se defende

Diante da repercussão negativa pelo episódio, Arnautovic foi às redes sociais para explicar-se após a partida de domingo. O jogador afirmou que tratou-se de um momento “acalorado” e garantiu não ser racista.

“Houve uma troca de palavras mais acalorada no meio das emoções do jogo, pelas quais quero pedir desculpa, especialmente aos meus amigos da Macedônia do Norte e da Albânia. Mas quero deixar uma coisa bem clara: NÃO SOU RACISTA! Tenho amigos em quase todos os países do mundo e sou a favor da diversidade. Todos os que me conhecem sabem disso", escreveu.

Nosso objetivo é criar um lugar seguro e atraente onde usuários possam se conectar uns com os outros baseados em interesses e paixões. Para melhorar a experiência de participantes da comunidade, estamos suspendendo temporariamente os comentários de artigos