Uefa abre investigação sobre laser, fogos de artifício e distúrbios por parte de torcedores ingleses

·1 minuto de leitura
Torcedores ingleses comemoram em Wembley

A Uefa anunciou nesta quinta-feira a abertura de um processo disciplinar contra a Inglaterra por causa do uso de lasers e fogos de artifício por seus torcedores, assim como "distúrbios" durante a execução do hino dinamarquês na semifinal de quarta-feira, em Londres.

O caso será examinado pela instância de fiscalização, ética e disciplina do órgão que comanda o futebol europeu, em data a ser definida.

No seu comunicado, a Uefa menciona "a utilização de apontadores laser" e "iluminação de sinalizadores" pelos torcedores ingleses durante o jogo. Também cita "distúrbios" durante os hinos nacionais. O da Dinamarca foi vaiado pelo público de Wembley, que era em sua imensa maioria inglês.

A Inglaterra, que venceu a Dinamarca por 2 a 1 na prorrogação, vai enfrentar a Itália no domingo, novamente em Londres, naquela que será a primeira final dos ingleses em um grande torneio desde a vitória em casa na Copa do Mundo de 1966, contra a Alemanha.

jta/gf/dr/aam

Nosso objetivo é criar um lugar seguro e atraente onde usuários possam se conectar uns com os outros baseados em interesses e paixões. Para melhorar a experiência de participantes da comunidade, estamos suspendendo temporariamente os comentários de artigos