Murray elimina francês e encara Verdasco na final do ATP 500 de Dubai

Redação Central, 3 mar (EFE).- Um dia depois de ter salvado sete match points para se classificar, o britânico Andy Murray voltou a passar por altos e baixos nesta sexta-feira, mas avançou à final do ATP 500 de Dubai ao vencer o francês Lucas Pouille por 2 sets a 0, com parciais de 7-5 e 6-1.

O número 1 do mundo abriu 3-0 no primeiro set, mas levou a virada em 4-3, com uma quebra de saque de desvantagem. No entanto, a partir de então, entrou de vez no jogo, perdeu apenas outros três games e fechou a partida depois de 1h34min.

Dessa forma, Murray se colocou na decisão em Dubai pela segunda vez na carreira e se mantém na busca pelo título inédito, já que em 2012 ficou com um vice, perdendo para o suíço Roger Federer.

Entre os últimos 16 torneios que disputou, o escocês alcançou a final em 14. As exceções são os dois últimos Grand Slams, o US Open do ano passado e o Aberto da Austrália deste ano, em que caiu nas quartas e nas oitavas, respectivamente.

O adversário deste sábado será o espanhol Fernando Verdasco, que venceu o holandês Robin Haase por 2 sets a 1, com parciais de 7-6(5), 5-7 e 6-1, e estará em uma decisão em quadra dura pela primeira vez desde 2011. EFE