Ucrânia pode perder pontos por escalar brasileiro naturalizado de forma irregular

Goal.com
Júnior Moraes, ex-Santos, pode não ter cumprido os pré-requisitos para atuar pelo país; UEFA e FIFA ainda não se pronunciaram

Ucrânia pode perder pontos por escalar brasileiro naturalizado de forma irregular

Júnior Moraes, ex-Santos, pode não ter cumprido os pré-requisitos para atuar pelo país; UEFA e FIFA ainda não se pronunciaram

O jogador brasileiro naturalizado ucraniano Júnior Moraes pode ter atuado de maneira irregular nas partidas contra Portugal e Luxemburgo pelas eliminatórias da Euro 2020.

O site Maisfutebol, de Portugal, consultou um juiz do Tribunal Arbitral do Esporte que disse que um atleta só pode atuar por uma seleção como naturalizado se tiver "pais nascidos no país, avós nascidos no país ou se tiver vivido por 5 anos ininterruptos, após os 18 anos de idade, no território da federação".

Júnior Moraes morou por quatro anos e oito meses na Ucrânia antes de se transferir para o Tianjin Tianhai, da China, por empréstimo. Ele retornou à Ucrânia quatro meses depois.

Role para baixo para continuar lendo
Anúncio

A FIFA, a UEFA ainda não se pronunciaram sobre o caso. Se a irregularidade for confirmada, a Ucrânia pode perder os pontos conquistados nas primeiras rodadas.

Os pontos empate com Portugal e da vitória sobre Luxemburgo iriam para seus rivais.

Ex-jogador do Santos de 31 anos, Júnior Moraes joga no Shakhtar Donetsk e recebeu a nacionalidade ucraniana na última semana, às vésperas da convocação.


Leia também