Tunisiana Ons Jabeur vence Pegula e conquista torneio de Madri

  • Opa!
    Algo deu errado.
    Tente novamente mais tarde.
  • Opa!
    Algo deu errado.
    Tente novamente mais tarde.
Ons Jabeur, da Tunísia, comemora após vencer o Aberto de Madri (AFP/Pierre-Philippe MARCOU) (Pierre-Philippe MARCOU)
Neste artigo:
  • Opa!
    Algo deu errado.
    Tente novamente mais tarde.
  • Opa!
    Algo deu errado.
    Tente novamente mais tarde.

A tunisiana Ons Jabeur, décima tenista do mundo, conquistou o segundo título da carreira ao derrotar a americana Jessica Pegula (14ª) por 7-5, 0-6 e 6-2 neste sábado, e conquistar o WTA 1000 de Madri, a duas semanas do torneio de Roland Garros.

Jabeur, de 27 anos, que disputava sua sexta final de simples no circuito WTA, só havia sido campeã até agora em um torneio na grama, o de Birmingham, em 2021.

A tunisiana se torna a primeira tenista árabe (tanto no feminino quanto no masculino) a vencer um torneio da categoria WTA 1000, de maior prestígio do circuito sem contar os Grand Slams, o que lhe permitirá subir ao sétimo lugar no ranking mundial na segunda-feira, sua melhor posição na lista.

Há dois anos, Jabeur fez história ao se tornar a primeira tenista árabe a chegar às quartas de final do Grand Slam, no Aberto da Austrália de 2020. Depois, em 2021, foi a primeira a conquistar um título da WTA. Jabeur chegou à final como favorita e mostrou isso, apesar de ser atropelada no segundo set, antes de reagir no terceiro.

Tanto Jabeur quanto Pegula disputaram sua primeira final em um torneio WTA 1000.

Pegula também buscava o segundo título, mas acabou sendo superada desta vez.

es/hpa/dr/aam

Nosso objetivo é criar um lugar seguro e atraente onde usuários possam se conectar uns com os outros baseados em interesses e paixões. Para melhorar a experiência de participantes da comunidade, estamos suspendendo temporariamente os comentários de artigos