Trocar Arsenal por Barcelona mesmo para jogar pouco? "Não liguei, seria um milionário", diz volante

Goal.com

O camaronês Alex Song deu uma declaração inusitada sobre sua transferência do Arsenal para o Barcelona, em 2012. Mesmo avisado que não teria muito tempo em campo pelo clube catalão, o volante quis se transferir porque o contrato era, financeiramente, muito bom.

Em uma live no Instagram com seu compatriota Paskal Siakam, jogador do Toronto Raptors, da NBA, Song contou a história dessa mudança para o Camp Nou: "Quando o Barcelona me ofereceu o contrato e eu vi o quanto eu ganharia, não pensei duas vezes".

"Pensei que minha esposa e meus filhos teriam uma vida confortável. Eu me encontrei com o diretor esportivo e ele disse que eu não jogaria muito, mas eu não estava nem aí. Eu sabia que seria milionário", completou Song.

Role para baixo para continuar lendo
Anúncio

O Barça pagou 15 milhões de euros (R$ 93 milhões na cotação atual) ao Arsenal pelo jogador. Foram seis anos no clube londrino, com mais de 200 partidas disputadas. No Camp Nou, no então, o que o diretor esportivo tinha lhe avisado se cumpriu: foram 65 jogos e dois anos emprestado ao West Ham, da Inglaterra.

Atualmente com 32 anos e sem clube, depois de ter rescindido seu contrato com o Sion, da Suíça, Song relembrou uma história de quando ainda atuava no Arsenal e comprou o mesmo carro de Thierry Henry, mas teve que se desfazer do mesmo pouco depois.

"Eu estava treinando e vi Henry chegando em um carro magnífico. Eu disse a mim mesmo que queria o mesmo carro a todo custo. Fui à concessionária e comprei aquele carro", disse. "Mas tive que devolvê-lo depois de dois meses, porque todo o meu dinheiro estava sendo gasto em gasolina".

Embora o prefeito de Londres ainda diz acreditar que é cedo para voltar a pensar em futebol, os clubes ingleses já podem voltar aos treinamentos nesta terça-feira, 19 de maio, de forma individual.

Leia também