Troca melhor para quem? Giovanni e Valdívia têm números ruins. Compare

Bruno Cassucci e Gabriel Carneiro

Apesar do interesse do Palmeiras, o Corinthians ainda tem está em vantagem nas negociações com o Internacional para contratar o meia Valdívia. A possibilidade de troca por empréstimo entre ele e Giovanni Augusto, porém, gerou críticas e elogios tanto de colorados, como de alvinegros. Mas, afinal, quem leva vantagem se o negócio for concretizado?

Os números mostram dois atletas em baixa, cada vez menos aproveitados. Nesta temporada, o jogador colorado, de 22 anos, atuou em apenas 13 partidas, tendo marcado um gol. Ele não deu nenhuma assistência. Já Giovanni, de 27, tem estatísticas ainda piores. Ele fez sete jogos (três como titular), sem ter balançado as redes ou dado passes.

Ano passado o desempenho também foi ruim. Após ficar mais de um semestre sem atuar por conta de uma grave lesão, Valdívia atuou 32 vezes, anotou quatro gols e deu uma assistência. Já o meia do Timão entrou em campo em 54 ocasiões, tento feito seis gols e dado sete assistências.

Ambos atletas frustraram suas torcidas. Valdívia pelo que chegou a mostrar no passado, enquanto Giovanni pelo que custou. O Corinthians pagou R$ 15 milhões ao Atlético-MG por 50% dos direitos econômicos do atleta, que nunca se firmou. Embora tenha começado bem, ele caiu de rendimento, sofreu com problemas fora de campo e perdeu espaço.

Já o jogador colorado teve ótimo início, tendo passado por seleções de base, mas vem em decadência desde sua grave lesão. Ele não está nos planos do técnico Antonio Carlos Zago.

No aspecto salarial, a diferença é de aproximadamente R$ 50 mil a mais para o corintiano. Caso a troca seja confirmada, o Timão pode se responsabilizar por pagar esta quantia.









E MAIS: