Tricolor vence com gol de Gilberto e vai decidir quartas em casa

O São Paulo conquistou na noite desta quarta-feira o direito de decidir as quartas de final do Campeonato Paulista em casa. Jogando com um time repleto de reservas, o Tricolor derrotou o São Bernardo por 1 a 0, no Estádio Primeiro de Maio, na rodada de encerramento da primeira fase do Estadual, voltando a vencer após cinco partidas.

Sem os titulares, o time treinado por Rogério Ceni sentiu a falta de entrosamento, errou muitos passes e só foi conseguir o gol da vitória aos 40 minutos do segundo tempo, com Gilberto, artilheiro da equipe na temporada, com oito tentos. A outra boa notícia é que a defesa tricolor encerrou uma série de 13 jogos seguidos sendo vazada. A última vez que não havia sofrido gols foi em 9 de fevereiro, no triunfo por 1 a 0 sobre o Moto Club, pela Copa do Brasil.

Com o resultado, o São Paulo terminou na liderança do Grupo B, com 20 pontos, condição que lhe garantiu a vantagem de disputar o jogo de volta das quartas de final no Morumbi. Para isso, contou com a ajuda do arquirrival Corinthians, que derrotou o Linense por 3 a 1, em Itaquera. O time do interior, portanto, encerrou a primeira fase na segunda posição da chave, com 17 pontos.

Já o São Bernardo, ao ficar na lanterna do Grupo A, com meros 11 pontos, foi rebaixado à Série A2 do Estadual. Assim como o Grêmio Osasco Audax, atual vice-campeão do torneio, que perdeu para o Santo André por 2 a 1, e caiu com a pior campanha do Grupo D, com nove pontos.

Datas e horários dos duelos entre São Paulo e Linense serão definidos na manhã desta quinta-feira, em reunião realizada na sede da Federação Paulista de Futebol. Sabe-se, porém, que as partidas ocorrerão nos próximos dois finais de semana. Há a possibilidade de a equipe de Lins não fazer valer o seu mando de campo no Gilbertão e optar por um estádio que lhe possa garantir uma renda maior.

O jogo – O São Paulo começou recuado e quase sofreu o primeiro gol aos sete minutos, quando Alyson passou por Araruna na esquerda e cruzou na área para a zaga afastar. Na sobra, Rafael Costa pegou de primeira e de voleio, mandando na trave direita de Denis.

O Tricolor não demorou a responder. Aos 10, Junior Tavares foi à linha de fundo, após receber de Chavez, e cruzou à meia altura. A bola passou na frente do goleiro Daniel, mas não foi alcançada por Wesley, que deu um carrinho na tentativa de empurrar para o gol.

A partir de então, o duelo esfriou graças aos muitos passes errados de ambas as equipes. Sentindo a falta de entrosamento, o São Paulo apelou para os ineficientes lançamentos longos em busca de Chavez. As investidas mais agudas se limitaram às descidas de Junior Tavares. O Tigre, por sua vez, também foi inoperante no ataque e só chegou timidamente em um chute de fora da área, defendido por Denis em dois tempos.

O São Paulo voltou para o segundo tempo com Cícero no lugar de Douglas, numa tentativa de Rogério Ceni de deixar o time mais leve. Sem ver a alteração surtir resultado, o técnico sacou o volante Wellington e colocou o atacante Neilton.

E foi o camisa 7 do Tricolor o protagonista da primeira chegada mais perigosa na etapa final. Aos 35, Neilton arrancou pelo meio e soltou a bomba de pé direito, exigindo grande defesa do goleiro Daniel.  Dois minutos depois, o atacante passou pelo zagueiro, invadiu a área na esquerda, mas bateu à esquerda da meta do Bernô.

A última carta na manga de Ceni foi colocar Gilberto na vaga de Chavez. E deu certo. Aos 40 minutos, após rápido contra-ataque, Shaylon finalizou e Daniel espalmou. No rebote, Wesley exigiu nova defesa do goleiro. Na nova sobra, porém, Gilberto não perdoou e colocou no canto direito, marcando o único gol do jogo. Nos últimos instantes, o São Bernardo ainda conseguiu mandar uma bola no travessão de Denis, mas não evitou o triunfo tricolor.

FICHA TÉCNICA

SÃO BERNARDO 0 X 1 SÃO PAULO

Local: Estádio Primeiro de Maio, em São Bernardo (SP)

Data: 29 de março de 2017, quarta-feira

Horário: 21h45 (de Brasília)

Árbitro: Vinicius Gonçalves Dias Araújo

Assistentes: Herman Brumel Vani e Bruno Salgado Rizo

Cartão Amarelo: Edimar, Anderson Conceição e Willian (São Bernardo); Douglas e João Schmidt (São Paulo)

Gols: 

SÃO PAULO: Gilberto, aos 40 minutos do 2º tempo

SÃO BERNARDO: Daniel; Eduardo (Fellipe Mateus), Edimar, Anderson Conceição e João Francisco (Willian); Geandro, Alyson (Rodolfo) e Rafael Costa; Walterson, Marcinho e Edno

Técnico: Sérgio Vieira

SÃO PAULO: Denis; Lucão, Lugano e Douglas (Cícero); Araruna, João Schmidt, Wellington (Neilton), Wesley e Junior Tavares; Shaylon e Andres Chavez (Gilberto)

Técnico: Rogério Ceni