Tricolor de Coração: Fair play tricolor comoveu os Deuses do futebol

GOAL

Por Romulo Macedo

Dizem por ai que quando que você faz coisas boas o universo te recompensa.  E foi exatamente que o Fluminense fez ao longo da semana.  Abdicou do direito e da vantagem de jogar uma final somente com a torcida tricolor, no estádio, e foi para o embate contra a decisão de justiça de torcida única nos clássicos cariocas, mesmo sabendo que a torcida deles estaria em maior número no Engenhão, no domingo. O Fluminense lutou pelo futebol carioca, pelo direito de Tricolores, flamenguistas, vascaínos e botafoguenses poderem dividir as arquibancadas nos clássicos no futuro, lutou pelo Rio de Janeiro que tem os seus clássicos futebolísticos, sempre com torcidas divididas, como um das maiores marcas esportiva e cultural da cidade. A atitude do Fluminense foi tão nobre que  deveria levar o prêmio FIFA FAIR PLAY do ano.

Fluminense 05032017

Diante de tamanho ato de grandeza os Deuses do futebol  prepararam um enredo especial para o Fluminense. Mesmo com todos cansados, sem dois importantes jogadores e diante de uma equipe que joga junto há mais de um ano, o Fluminense sempre foi superior na partida, saiu na frente, levou a virada no placar, voltou a ter a vantagem, sofreu o gol de empate no final do jogo e ainda conquistou o título da Taça Guanabara nas cobranças de pênaltis. Provou que tem time para ir longe nessa temporada e os amantes do futebol foram brindados com um belíssimo e emocionante jogo.

Fluminense x Flamengo Carioca 05 03 17


(Fotos: Nelson Perez / Fluminense FC / Divulgação)

O Fluminense nesse domingo mostrou para todos que a grandeza de um clube não é feita somente de títulos e ídolos, mas também com atitudes honrosas que engradecem não somente o futebol bem como a sociedade de um modo geral. Se a conquista das Taça Guanabara já não tem mais o peso de outrora, nós torcedores devemos comemorar muito sim, não somente o triunfo de mais um troféu, mas também, a certeza que vestimos a camisa de um clube que nos enche de orgulho dentro e fora do campo.

É momento de relembrar o gênio Nelson Rodrigues: “Grandes são os outros, o Fluminense é enorme”.