Tribunal marca julgamento de Fagner e Cueva antes de final do Paulistão

O lateral-direito do Corinthians, Fagner, corre o risco de não disputar a segunda final do Campeonato Paulista, dia 7 de maio, contra a Ponte Preta, na Arena. Ele será julgado juntamente com o meia Cueva, do São Paulo, na próxima terça-feira, dia 2, pelo Tribunal de Justiça Desportiva de São Paulo (TJD-SP).

Os jogadores trocaram ofensas no último domingo, em clássico pela semifinal do Paulistão. Após xingamentos, Cueva tentou dar uma cabeçada em Fagner, mas não conseguiu. O lateral alvinegro revidou com uma joelhada na coxa do peruano.

Eles foram denunciados no artigo 250 do Código Brasileiro de Justiça Desportiva: praticar ato desleal ou hostil, passível de suspensão de uma a três partidas.

Havia a expectativa de que Fagner e Cueva fossem julgados só depois da decisão do Estadual, já que é feriado na próxima segunda-feira, dia em que as reuniões do TJD-SP costumam ocorrer. Contudo, o presidente do tribunal, Antonio Olim, convocou uma reunião extraordinária da segunda comissão da corte desportiva para o dia seguinte.

O risco maior neste caso é para o corintiano. Como o São Paulo está fora do Paulistão, Cueva só cumprirá eventual suspensão na próxima competição organizada pela Federação Paulista de Futebol.








E MAIS: