Treinos coletivos são autorizados na Itália, que decide em 28 de maio se retoma Serie A

AFP
A federação ucraniana informou que não haverá mais de 200 pessoas nos estádios em cada partida
A federação ucraniana informou que não haverá mais de 200 pessoas nos estádios em cada partida

Os clubes italianos da Serie A receberam a aprovação para retomar os treinos em grupo, mas terão que esperar até o dia 28 de junho para saber se o campeonato será retomado, disse o ministro dos Esportes, Vincenzo Spadafora, à rede de televisão estatal nesta terça-feira.

"O comitê técnico científico aprovou o protocolo da Federação Italiana (FIGC) para retomar os treinos coletivos. São notícias excelentes", disse Spadafora à RAI, chamando a decisão "de uma etapa decisiva para o retorno do futebol na Itália".

O ministro acrescentou que, no dia 28 de maio, vai se reunir com o presidente da FIGC, Gabriele Gravina, e com o presidente da Serie A, Paolo Dal Pino, com o objetivo de "decidir se e quando a Serie A deve ser retomada".

Role para baixo para continuar lendo
Anúncio

"O importante é retomá-la com a firme intenção de concluir o campeonato, para as federações decidirem as modalidades e formatos a serem adotados", insistiu.

O ministro disse que uma medida controversa, como a de isolar os membros da equipe por 14 dias nas instalações do clube, foi retirada para limitar os riscos de contaminação.

Somente se um jogador testar positivo, ele terá que permanecer em quarentena por 14 dias e o restante da equipe ficará isolado, mas poderá continuar treinando.

Os clubes da Serie A treinam individualmente desde o dia 4 de maio, com o desejo de retomar o torneio em 14 de junho, depois de ter sido suspenso em 9 de março como resultado da nova pandemia de coronavírus, que causou mais de 32.000 mortes no país.

Leia também