Treino antes da final foi de bolas paradas, diz Guilherme

Felippe Rocha
Atacante, que deve ser titular contra o Vasco, neste domingo, afirmou que os últimos ajustes foram feitos em cobranças de falta e escanteio, ofensivos e defensivos

Nove jogadores do Botafogo voltaram da Colômbia, descansaram, e se juntaram aos que ficaram no Rio para a final da Taça Rio, contra o Vasco. No fim da tarde deste sábado, eles fizeram um treino fechado no Estádio Nilton Santos. Mas o atacante Guilherme garante que não houve nada além de bolas paradas na atividade.

- Hoje foi mais acerto na bola parada, organização dentro da área. Nada mais que isso - garante o jogador, que deverá ser titular junto de Sassá e, talvez, Joel, no ataque alvinegro.

Autor do gol que selou a vitória alvinegra sobre o Atlético Nacional, na última quinta-feira, ele admitiu que a logística de voltar da Colômbia ao Brasil, para depois embarcar ao Equador, é complicada. Mas não vê problema.

- Bem cansativo, mas são coisas que é da profissão. Quem não quer passar por esse sacrifício para jogar uma final de campeonato? É um momento muito bom, um clássico. Foi bem planejado, a gente já contava com essa volta. É descansar e amanhã fazer um grande jogo - diz.

Enquanto o atacante concedia entrevista coletiva, no Rio, a delegação que ficou em Guayaquil fazia um treino regenerativo no hotel. Neste domingo haverá folga. O jogo contra o Barcelona será na quinta-feira.







E MAIS: