Treinador do UFC que chamou brasileiros de 'sujos' se defende: 'Cultura do cancelamento é real'

Viviane Araujo venceu a norte-americana Andrea Lee no UFC 54 (Foto: Reprodução/Instagram)

A lutadora Viviane Araújo enfrentou a norte-americana Andrea Lee no último sábado (14), no UFC 54, em Las Vegas. A disputa entre as duas, no entanto ficou em segundo plano após declarações do treinador da adversária de Vivi. Tony Kelley afirmou que os brasileiros são 'sujos' e 'trapaceiros'.

- É isso que eles vão fazer. Eles são brasileiros sujos. Eles vão trapacear desse jeito - disse o treinador de Andrea Lee. A frase do Tony Kelley, gravada por câmeras, foi dita para a lutadora norte-americana quando a mesma foi para o corner no intervalo entre o primeiro e o segundo round.

Viviane Araújo venceu a luta contra Andrea Lee por decisão unânime no UFC 54. Após a luta a declaração do treinador viralizou, e brasileiros detonaram o técnico norte-americano. Neste domingo, Tony Kelley foi às redes sociais, citou 'cultura do cancelamento' e disse que a declaração foi dada no 'calor da batalha'.

- A cultura do cancelamento é real. O que eu disse foi real e no calor da batalha, e de forma alguma tinha qualquer tipo de conotação racista... mas se é assim que você entende, eu não dou a mínima. Tanta gente foi rápido em dizer que foi algo racista.. Isso já está ficando tão velho. Minha referência foi a uma dedada suja - escreveu.

Nosso objetivo é criar um lugar seguro e atraente onde usuários possam se conectar uns com os outros baseados em interesses e paixões. Para melhorar a experiência de participantes da comunidade, estamos suspendendo temporariamente os comentários de artigos