Treinador garante que Anthony Johnson está pronto para representar o UFC como campeão

Anthony Johnson é o próximo desafiante ao cinturão de Daniel Cormier - Diego Ribas

A luta principal do UFC 210, evento que será realizado no próximo dia 8 de abril na cidade de Buffalo (EUA), será uma revanche que valerá o título da divisão dos meio-pesados (93 kg). E Anthony Johnson terá novamente a chance de enfrentar Daniel Cormier, atual campeão, para se vingar da derrota sofrida em maio de 2015. Duelo que, de acordo com o treinador de ‘Rumble’, já tem um merecedor real do cinturão.

Em entrevista ao site do UFC, Henri Hooft, treinador principal do próximo desafiante ao título, garantiu que seu aleta evoluiu muito desde a primeira luta contra ‘DC’, o que pode ser explicado pela sequência de três vitórias sobre alguns dos melhores meio-pesados mundo, como Glover Teixeira e Jimi Manuwa.

“Ele merece [o título]. Ele coloca muito esforço nisso, sempre mostra ser um estudante real do jogo e um cara gente boa. Ele também será um bom campeão e representará o UFC muito bem. Mas, para mim, isso é pessoal. Depois de tantos anos trabalhando juntos, nós ficamos próximos e é sempre bom ter um cinturão”, relatou o treinador.

Quando foi finalizado por ‘DC’, no UFC 187, Johnson teve um bom começo de luta e conseguiu deixar o campeão atordoado, mas sentiu o ritmo intenso do combate e acabou derrotado, naquele que foi seu último revés como profissional no MMA. Erros estes que não devem se repetir neste reencontro.

“Na última luta, como ‘AJ’ [Anthony Johnson] explicou um pouco, tinham muitas coisas acontecendo. Luta principal, primeira luta pelo título e ele também se apressou um pouco quando machucou DC porque ele não é um cara que cai daquela forma. [Cormier] lutou contra todos esses pesos-pesados e é um cara duro que nunca foi nocauteado. Então isso tudo foi uma pequena lição e tomara que ele seja um pouco mais paciente, pois aí irá melhor”, completou Henri Hooft.