Treinador da seleção holandesa é demitido, após derrota para a Bulgária em eliminatórias

AMSTERDAM (Reuters) - O treinador da seleção holandesa de futebol masculina, Danny Blind, foi demitido no domingo, menos de 24 horas depois de uma derrota por 2-0 na Bulgária, que levou a Holanda a perder o quarto lugar no grupo de qualificação para a Copa do Mundo de 2018.

A federação holandesa anunciou a decisão em um comunicado.

"A culpa está em mim, ela cai sob o meu teto. Agora devo pensar nisso e meu empregador está fazendo o mesmo", disse Blind a jornalistas, antes do anúncio de sua demissão.

"Já trabalhei o suficiente no futebol para entender como funciona, preciso agora me olhar no espelho, não pode continuar assim."

Blind assumiu como treinador no lugar de Guus Hiddink em uma tentativa de ressuscitar a campanha de qualificação holandesa para o Campeonato Europeu de 2016 na França, mas uma chocante derrota em casa para a Islândia em seu primeiro jogo no comando rapidamente colocou fim a qualquer possibilidade de um renascimento.

Blind venceu sete e perdeu sete de seus 17 jogos no comando desde que assumiu em 2015.

A Holanda foi a terceira colocada na Copa do Mundo do Brasil, em 2014.