Treinador brasileiro que mora na Ucrânia fala sobre momento da seleção do país na Eurocopa

·1 minuto de leitura


A Seleção da Ucrânia tem sido uma das gratas surpresas desta edição da Eurocopa. Depois de despachar a Suécia nas oitavas, os ucranianos enfrentam a Inglaterra, neste sábado (3), às 16h (de Brasília), pelas quartas de final da competição europeia.

Primeiro treinador brasileiro a atuar na divisão de elite da Ucrânia, o técnico Gilmar Tadeu explica um dos motivos desse bom momento da seleção ucraniana. Segundo ele, as idas de jogadores ucranianos para grandes ligas europeias têm colaborado nessa evolução.

– Hoje vejo uma seleção preparada para grandes confrontos e isso se deve ao intercâmbio. Alguns anos atrás os jogadores ucranianos não deixavam o país por conta dos bons salários pagos aqui e da dificuldade de adaptação, lembrando que a referência sempre foi Andriy Shevchenko, e hoje vemos jovens ucranianos saindo para jogar na Europa em grandes ligas – afirmou Gilmar Tadeu.

+ Veja a tabela da Euro e o caminho das seleções até a final

Gilmar fala sobre a expectativa para o confronto e acredita que os ingleses são favoritos para avançar às semifinais. Contudo, aposta em um jogo aberto entre as duas seleções.

– A eliminação na verdade não é um risco, é sempre uma realidade se tratando de um adversário do nível da Inglaterra. Posso te afirmar que existe um respeito muito grande, mas medo não. Será um jogo aberto e que a Ucrânia tem chances ainda que mínimas, haja visto pelos grandes que já deixaram a competição – disse.

Nosso objetivo é criar um lugar seguro e atraente onde usuários possam se conectar uns com os outros baseados em interesses e paixões. Para melhorar a experiência de participantes da comunidade, estamos suspendendo temporariamente os comentários de artigos