Após tragédia, Camacho volta ao time ainda com números de titular

O volante Camacho perdeu a vaga de titular do Corinthians jogando bem na pré-temporada, devido à preferência de Fábio Carille por Fellipe Bastos, e tenta iniciar uma retomada no setor neste domingo, contra a Ferroviária, às 16h (de Brasília), em Araraquara, ainda com números de respeito frente aos concorrentes Maycon e Fellipe Bastos. Além disso, porém, precisa superar a tragédia familiar que lhe tirou o pai há quase um mês.

Será a primeira vez que Camacho participará de uma partida oficial desde que seu pai, Anízio, morreu em um acidente com o elevador que a família mantinha dentro de casa, no Rio de Janeiro. “Arrasado”, o meio-campista perdeu 10 dias de treino e retornou ao clube tentando recuperar o condicionamento físico de antes. Com atenção especial da comissão técnica e dos companheiros, sempre preocupados em ajudá-lo, ele terá um teste inicial em Araraquara.

Apesar do bom momento de Maycon, atual dono da posição, e da clara preferência do treinador por Bastos, Camacho pode orgulhar-se de, em sete jogos, ter números ao menos tão bons quanto os dos melhores no setor. No total, o meio-campista marcou um gol e deu duas assistências nas vezes que entrou em campo, sendo apenas duas delas como titular.

Maycon, que atuou nos mesmos sete duelos, possui também um gol e duas assistências, sendo a principal delas no clássico contra o Palmeiras, no estádio de Itaquera, deixando Jô na cara do gol. Fellipe Bastos, por sua vez, ainda não conseguiu nem balançar a rede nem deixar um companheiro em condição de marcar. Camacho, de volta, tenta mostrar em Araraquara que pode ser a primeira opção na função – ou até titular.

Além dele, outro jogador que busca seu espaço e tem sua primeira grande chance no ano é o meia Guilherme, que atuará na posição que mais gosta, como armador central da equipe. Titular pela segunda vez no ano, a primeira em uma partida oficial, o camisa 10 tentará convencer Carille de que pode ser uma alternativa caso Rodriguinho, poupado neste domingo, ou Jadson não estejam desempenhando bem suas funções.

A dupla, por sinal, deve ter mais chances ainda nos três próximos jogos, com o clube já classificado para a próxima fase. Contra o Red Bull, na quinta-feira, às 17h (de Brasília), por exemplo, é provável que Carille novamente utilize um time alternativo, pensando no clássico do domingo, contra o São Paulo, no Morumbi.